Cinco portugueses entre os 64 nomeados para o Prémio Portugal Telecom de Literatura

A primeira fase da 12º edição do Prémio Portugal Telecom de literatura terminou e os 64 nomeados foram esta segunda-feira anunciados. São cinco os portugueses candidatos a este prémio brasileiro que terá os dozes finalistas apurados em Setembro.

António Lobo Antunes vai estar este fim-de-semana em Penafiel
Foto
António Lobo Antunes é um dos nomeados ao prémio Nuno Ferreira Santos

Gastão Cruz, Ana Luísa do Amaral, António Lobo Antunes, Gonçalo M. Tavares e Alexandra Lucas Coelho são os cinco escritores portugueses escolhidos pela curaduria da primeira fase do Prémio Portugal Telecom que será anunciado no final do ano.

De um total de 490 livros inscritos, o júri – composto pela curadora-coordenadora Selma Caetano, pela escritora Cintia Moscovich (curadora da categoria conto e crónica); pelo poeta Sérgio Medeiros (curador de poesia); e pelo crítico literário Lourival Holanda (curador de romance) e por mais seis membros com percursos literários – elegeu 22 livros de poesia, 20 romances, 12 livros de crónicas e 10 livros de contos.

 Na categoria de Poesia, o poeta português Gastão Cruz está nomeado com Observação do verão seguido de Fogo e a portuguesa Ana Luísa Amaral com o livro, Vozes. Nas 22 obras de poesia escolhidas nesta primeira fase da selecção "quase não se pratica o poema em prosa. Os pouquíssimos exemplos desta modalidade de expressão poética aparecem nos livros do poeta português Gastão Cruz e dos poetas brasileiros Ana Elisa Ribeiro, Alice Sant’Anna, Rodrigo Garcia Lopes e Salgado Maranhão”, explica Sérgio Medeiros, o curador da poesia, citado no comunicado de imprensa.

O livro de crónicas de viagem Viva México, de Alexandra Lucas Coelho [cronista da revista 2] e o livro de contos Canções mexicanas de Gonçalo M. Tavares são as obras portuguesas entre as nomeadas na categoria de Conto e Crónica. Segundo a curadora Cíntia Moscovich, é notório nesta selecção que "as fronteiras que delimitam o conto, a crónica, o ensaio, a reportagem e a dramaturgia se tornaram fluidas."

Matteo perdeu o emprego dá uma segunda nomeação a Gonçalo M. Tavares mas desta vez na categoria de Romance, onde também António Lobo Antunes está nomeado com o seu romance Comissão das lágrimas. Para Lourival Holanda, curador de romance, as 20 obras seleccionadas na sua categoria ilustram "uma diversidade de pontos de vista e de vozes que se reflectem em diferentes estilos de narração" dando à linguagem a possibilidade de pôr “o mundo de novo em posição para ser pensado”.

 Os 12 finalistas da lista de 64 nomeados serão escolhidos em Setembro. Os vencedores das várias categorias (Romance, Poesia e Contos ou Crónica) e o Grande Prémio Portugal Telecom 2014 são anunciados perto do final do ano e recebem cada um cerca de 16 mil euros.

Texto editado por Isabel Coutinho