Fotogaleria
Frederico Rosa
Fotogaleria
Frederico Rosa

A Sexta de Bicicleta de Rui Pires

O consultor biomecânico de 34 anos usa a bicicleta para se deslocar para o trabalho e confessa que o que mais o incomoda no ciclismo é o vento. Apesar disso, Rui Pires adora pedalar à noite

O Rui Pires inscreveu-se no Sexta de Bicicleta em Fevereiro deste ano. Antes disso, o consultor biomecânico de 34 anos usava o carro ou uma combinação de bicicleta-comboio. Apesar de tudo, sempre usou a bicicleta, antes para treinar ao final do dia, mas agora também para ir trabalhar. Para promover a bicicleta, já imaginou um jogo grande de futebol, em que a claque de uma das equipas pedalava até ao estádio do adversário, todos de bicicleta, assim uns 5000 fãs.

De que forma usas a bicicleta à sexta-feira?

Bem, a sexta-feira é o dia que faço menos quilómetros. Acaba por ser um dia menos intenso para os dois. É um uso menos de trabalho e mais uma forma de ir ter com alguém, sem levar o carro.

PÚBLICO -
Foto

Que tipo de bicicleta ou equipamento usas?

Tenho pedalado com mais frequência numa "fixed gear" desde 2010.

O que muda na tua vida nas sextas-feiras em que levas a bicicleta contigo?

Acaba por não ser muito diferente dos outros dias da semana. O que sinto, por haver mais pessoas a pedalar, é que existe um sentimento de comunidade maior e espírito de entre-ajuda entre ciclistas. Pelo menos, é a minha experiência. A bicicleta permite um contacto mais imediato com todos os outros que estão na rua. É mais fácil parar e ficar a conversar com alguém que encontramos no meio de uma viagem.

Existem alguns mitos (sobre a utilização da bicicleta) que tenhas vencido?

O mito do "não vou, porque se o pneu fura chego atrasado e hoje é mesmo importante chegar a horas".

O que poderia melhorar nos percursos que realizas?

Devia haver um botão para desligar o vento, quando está contra! De resto, por onde ando não há grandes obstáculos.

Um momento em que te sentes mesmo bem a andar de bicicleta.

Gosto muito de pedalar à noite. Lembro-me perfeitamente da primeira volta à rotunda do Marquês de Pombal (à antiga). Estava uma bela noite. Noites de Verão e bicicletas é uma combinação feliz.

O que tens a dizer a quem diz que andar de bicicleta na sua cidade é impossível?

Convidava a ouvir e cantar o "Já sei andar de bicicleta!", todos os dias, depois do pequeno-almoço.