Facebook lança a sua versão do Shazam

Ferramenta permite identificar música, programas televisivos ou filmes através do microfone do telemóvel.

Foto
Facebook

O Facebook anunciou o lançamento, nas próximas semanas, de uma nova ferramenta para ser usada nos sistemas Android e iOS que permite ao utilizador descobrir que música, programa televisivo ou filme estão passar num determinado momento e partilhar a informação através da rede social.

A ferramenta funciona de forma muito semelhante ao Shazam, um sistema que, após gravar alguns segundos de uma canção, identifica o tema e o autor deste.

Segundo o Facebook, quando accionado o sistema, surge no topo direito do ecrã um ícone de áudio e o utilizador passa a ter disponível a opção de utilizar o microfone do seu telemóvel. O microfone capta a música que está a passar ou o programa ou filme que estão a dar na televisão. Identificado o conteúdo, o utilizador pode partilhar o tema ou filme que tem agora no telemóvel, sem que tenha que o escrever numa mensagem, mas pode sempre adicionar esses dados a um post.

Antes de partilhar a informação, pode escolher-se ainda quem pode ou não ver o nosso gosto musical, de cinema ou de televisão mais recentes. Os amigos com quem se partilhar uma música só terão acesso a 30 segundos do tema, enquanto no caso de uma série, por exemplo, será dada a informação da temporada e episódio que foi visionado.

Para desactivar a ferramenta, basta carregar de novo no ícone de áudio. Caso fique ligada, é activada sempre que o utilizador actualizar a sua página. Os sons que tenham sido captados pelo microfone do telemóvel não ficam gravados, indica a rede social.

Mais informação dos utilizadores
A ferramenta é uma das recentes actualizações que o Facebook tem vindo a fazer para recolher mais informação pessoal, sobre gostos ou preferências, que seja partilhada na rede social. Esta semana, a empresa adicionou uma característica que permite aos utilizadores aliciarem os seus amigos a partilharem mais informação sobre si.

Essa informação é depois usada para o Facebook vender espaço para anúncios que possam interessar ao utilizador. Quanto mais detalhada for a informação disponibilizada, mais aproximado será o conteúdo do anúncio às preferências de cada um.

As informações pessoais armazenadas pelo Facebook são uma das suas principais armas contra o adversário Google e a indústria televisiva. Segundo números da empresa de análise eMarketer, o Google e o Facebook dominam o mercado de publicidade online em telemóveis ou tablets. As duas empresas juntas reuniram mais de dois terços das receitas em publicidade registadas em 2013.

Neste mercado, o Google ficou com 49,3% das receitas geradas em 2013, menos do que em 2012 (52,6%). Para este ano, a eMarketer prevê uma nova queda (46,8%). A diminuição poderá explicar-se com o aumento da publicidade no Facebook. Apesar de no ano passado ter arrecadado 17,5% do total das receitas publicitárias mundiais — o que significa um aumento do seu peso no mercado para mais do triplo em relação a 2012 (5,4%) —, este ano a eMarketer estima que a rede social chegue aos 21,7%.