Bath foi a cidade britânica escolhida para acolher este ano o encontro promovido pela PARSUK Smackfu/Flickr
Foto
Bath foi a cidade britânica escolhida para acolher este ano o encontro promovido pela PARSUK Smackfu/Flickr

Encontro LUSO 2014 reúne estudantes e investigadores portugueses no Reino Unido

O ministro Nuno Crato e o realizador Rúben Alves são dois dos oradores convidados do Luso 2014, um evento que decorre em Bath no próximo dia 21 de Junho

O encontro LUSO 2014 vai reunir investigadores e estudantes portugueses no Reino Unido no dia 21 de Junho, em Bath. O objectivo é promover o diálogo entre estudantes e investigadores em solo britânico, tendo por base conceitos como o empreendedorismo e a globalização. Esta é a oitava edição do evento promovido pela associação PARSUK, que já passou por cidades como Oxford e Londres. 

A oitava edição do encontro inspirou-se em "Os Lusíadas" e tem como principal tema o "Engenho e Arte" referido na obra de Camões. Nuno Bimbo é um dos organizadores do evento e acredita que estes encontros "têm-se focado muito em Ciência, o que levou à necessidade de este ano querer abordar não só este mas também outros temas como Arte, Cultura e Empreendedorismo".

"Como podem as empresas portuguesas competir?" é a questão que vai ser debatida este ano no Old Theatre Royal, em Bath, e pretende tocar em temas como o Ensino Superior e a Investigação Portuguesas, a Promoção Internacional da Cultura e da Arte Portuguesa e o Empreendedorismo. O evento vai contar com a participação de oradores de diferentes áreas, desde o ministro da Educação e Ciência Nuno Crato a Rúben Alves, realizador de “A Gaiola Dourada”. Ao contrário do que estava inicialmente previsto, o evento já não contará com a participação do arquitecto Eduardo Souto de Moura, cuja viagem teve de ser cancelada, segundo a comissão organizadora. 

Durante os "coffee breaks", é dada a possibilidade aos participantes de divulgarem projectos inovadores. Os "Flash Talks", como explica Nuno, requerem “um perfil um bocado específico pois têm de ser projectos de natureza não comercial e sem fins lucrativos e o que é esperado é que tenham alguma ligação a Portugal e ao Reino Unido”.

Após as sessões diurnas, todos os interessados, mesmo que não tenham participado nas conferências, podem ainda jantar com os oradores e organizadores do evento.

O encontro é limitado a 100 pessoas e as inscrições já estão a decorrer em duas fases: antes e depois do dia 21 de Maio, a 12 e a 18 libras (cerca de 15 e 22 euros), com direito a almoço, "coffee-breaks" e recepção com bebidas na Victoria Art Gallery após as conferências. O programa completo para aqueles que queiram jantar fica por 32 ou 38 libras (cerca de 40 e 47 euros).

Texto editado por Andréia Azevedo Soares 

Notícia actualizada às 16h40