Incêndio em armazém na zona de Santos, em Lisboa

Dois bombeiros ficaram feridos sem gravidade durante o combate às chamas.

Fotogaleria
O incêndio deflagrou por volta das 11h15 Sandra Ribeiro
Fotogaleria
Sandra Ribeiro
Fotogaleria
Sandra Ribeiro
Fotogaleria
Sandra Ribeiro
Fotogaleria
Sandra Ribeiro

Um incêndio deflagrou nesta quarta-feira por volta das 11h num armazém na zona de Santos, perto do Cais do Sodré, em Lisboa, segundo fonte do Regimento de Sapadores Bombeiros. As chamas foram controladas cerca de duas horas depois e procedia-se ao rescaldo ao início da tarde.

O incêndio deflagrou no número 7 da Rua do Instituto Industrial, uma perpendicular à Avenida 24 de Julho. O antigo armazém estava devoluto e servia para guardar materiais de construção, que terão servido de combustível às chamas.

O fogo alastrou ao edifício contíguo, onde funciona um stand de automóveis, que faz esquina com a Avenida 24 de Julho. Segundo apurou a agência Lusa no local, o telhado do stand ruiu, destruindo os carros que estavam no interior. Em declarações à RTP, o vereador da Segurança da Câmara de Lisboa, Carlos Castro, disse que "houve uma articulação entre o proprietário do stand e o Regimento de Sapadores Bombeiros, para garantir a maior segurança possível", afirmou.

As chamas propagaram-se à cobertura do prédio em frente ao número 7, do outro lado da rua, onde funciona uma discoteca. Por precaução, cerca de 150 pessoas foram retiradas dos edifícios situados nas imediações.

Dois bombeiros ficaram feridos sem gravidade, devido a entorses sofridas durante as operações de combate, "quando estavam a subir as escadas", de acordo com o vereador. Segundo a edição online do semanário Sol, os bombeiros foram transportados para o hospital.

Estiveram envolvidos no combate ao fogo 14 veículos do Regimento de Sapadores Bombeiros, sete viaturas dos Bombeiros Voluntários e quase uma centena de operacionais. A PSP está no local a averiguar as causas do incêndio, ainda desconhecidas.

As chamas provocaram uma enorme coluna de fumo, que foi visível desde o centro da cidade. Segundo fonte da PSP citada pela Lusa, a Av. 24 de Julho foi cortada nos dois sentidos entre o Cais do Sodré e o Largo de Santos. O trânsito esteve também cortado na Rua D. Luís I, rua paralela à Av. 24 de Julho. As ruas vão continuar cortadas até os meios de combate saírem do local.