Mário Cruz vence Prémio Fotojornalismo 2014 Estação Imagem Mora com "Cegueira recente"

Trabalho do fotojornalista da Lusa Mário Cruz mostra alguns dos momentos de reaprendizagem de competências básicas como ler, andar ou cozinhar.

Fotogaleria
Prémio Fotojornalismo 2014 Estação Imagem Mora entregue a Mário Cruz, com "Cegueira recente" Mário Cruz
Fotogaleria
Prémio Fotojornalismo 2014 Estação Imagem Mora Mário Cruz
Fotogaleria
Prémio Fotojornalismo 2014 Estação Imagem Mora Mário Cruz
Fotogaleria
Prémio Fotojornalismo 2014 Estação Imagem Mora Mário Cruz
Fotogaleria
Prémio Fotojornalismo 2014 Estação Imagem Mora Mário Cruz
Fotogaleria
Categoria Notícias, 1º lugar: Pedro Armestre, "On the Fire" Pedro Armestre
Fotogaleria
Categoria Notícias, 2º lugar: Mário Cruz, "Cheias no Reguengo do Alviela" Mário Cruz
Fotogaleria
Categoria Notícias, 3º lugar: Monica Ferreirós, "Accidente de tren" Monica Ferreirós
Fotogaleria
Categoria Vida Quotidiana, 1º lugar: Rodrigo Cabrita, "Aprender a sobreviver" Rodrigo Cabrita
Fotogaleria
Categoria Vida Quotidiana, 2º lugar: Rodrigo Cabrita, "Semana de praia para idosos" Rodrigo Cabrita
Fotogaleria
Categoria Artes e Espectáculos: José Ferreira, "Body Language" José Ferreira
Fotogaleria
Categoria Assuntos Contemporâneos, 1º lugar: Bruno Simões Castanheira, "Portugal, a anti-democracia do empobrecimento" Bruno Simões Castanheira
Fotogaleria
Categoria Assuntos Contemporâneos, 2º lugar: Tommaso Rada, “Os últimos” Tommaso Rada
Fotogaleria
Categoria Ambiente, 1º lugar: Sérgio Rolando, “Paisagem Multiplicada” Sérgio Rolando
Fotogaleria
Categoria Ambiente, 2º lugar: Agata Xavier, “Inventário" Agata Xavier
Fotogaleria
Categoria Série de Retratos: Artur Machado, “Os Manifestantes” Artur Machado
Fotogaleria
Categoria Desporto, 1º lugar: Bruno Simões Castanheira, “Capeia Arraiana” Bruno Simões Castanheira
Fotogaleria
Categoria Desporto, 2º lugar: Octávio Passos, “Hawai da Europa” Octávio Passos

O trabalho do fotojornalista Mário Cruz "Cegueira recente", que aborda a vida no Centro de Reabilitação Nossa Senhora dos Anjos, é o vencedor deste ano do Prémio Fotojornalismo 2014 Estação Imagem Mora.

O centro, localizado em Lisboa, acolhe cidadãos dos países da CPLP e dá a autonomia de que precisam para viver. Os pacientes vivem juntos durante um periodo de três meses e os seus dias são preenchidos com diversas tarefas acompanhadas por apoio psicológico com o intuito de melhorar a sua independência social. Em Cegueira recente, o trabalho a preto e branco do fotojornalista da Lusa Mário Cruz mostra alguns dos momentos de reaprendizagem de competências básicas como ler, andar ou cozinhar. A maioria dos pacientes perdeu a sua visão gradualmente mas também existem casos de erros médicos e acidentes que acabaram por causar cegueira. Mário Cruz, 27 anos,  já tinha sido distinguido nos Prémios Estação Imagem Mora 2012 com o terceiro prémio na categoria de Notícias com uma reportagem sobre a campanha eleitoral de José Sócrates nas eleições legislativas.

Um total de 386 reportagens, da autoria de cerca de 140 fotógrafos, esteve a concurso na edição deste ano.  O júri deste ano é presidido por Paolo Pellegrin, da agência Magnum, autor de vários livros e um dos fotojornalistas mais premiados a nível mundial. Em entrevista ao PÚBLICO, disse ter encontrado nos trabalhos candidatos ao Prémio Estação Imagem verdadeiras "jóias". 

Na categoria "Notícias" o primeiro prémio foi atribuído a Pedro Armestre, com On the Fire, que foca os incêndios florestais de verão. Mário Cruz ficou em segundo lugar com um trabalho sobre as cheias no Reguengo do Alviela. Em terceiro lugar nesta categoria, Accidente de tren, de Monica Ferreirós, mostra os momentos dramáticos vividos logo após o acidente ferroviário de Julho de ano passado em Santiago de Compostela .

O fotojornalista Rodrigo Cabrita arrecadou os prémios na categoria "Vida Quotidiana" com dois trabalhos. Aprender a sobreviver acompanha o ensino de técnicas de sobrevivência aquáticas conhecidas como Infant Swimming Resource (ISR). Semana de praia para idosos mostra imagens da semana pela qual tantos moradores da freguesia de São Vicente de Fora anseiam: sete dias de praia, sol e mar. 

Na categoria "Artes e Espectáculos" o prémio foi para José Ferreira com Body Language, onde a figura feminina é representada "livre de preconceitos e fora do idealizado cliché da beleza". 

Na categoria "Assuntos Contemporâneos" foram distinguidos olhares sobre os efeitos da crise e da austeridade em Portugal. Bruno Simões Castanheira, que venceu o Prémio Estação Imagem 2013 com um trabalho sober a crise grega, arrecadou este ano o primeiro lugar com um olhar sobre a pobreza em Portugal com Portugal, a anti-democracia do empobrecimento. O segundo lugar desta categoria fica a cargo de Tommaso Rada, com Os últimos, uma viagem aos "30% da população de Portugal que é considerada pobre". 

O trabalho sobre a paisagem do Vale do Douro, de Sérgio Rolando, ficou em primeiro lugar na categoria "Ambiente". Agata Xavier arrecadou o segundo lugar com Inventário.

Na "Série de Retratos", Artur Machado ficou na primeira posição com fotografias de rostos de trabalhadores dos estaleiros de Viana do Castelo, familiares e habitantes da região em protesto contra a privatização da empresa. 

Na categoria "Desporto", Bruno Simões Castanheira ganhou mais uma distinção com o trabalho Capeia Arraiana (publicado no suplemento Fugas do PÚBLICO em Agosto de 2013) sobre uma corrida de touros originária das terras de Ribacôa, aldeias da raia na fronteira com Espanha. O segundo lugar foi para Octávio Passos, com fotografias do surf na ilha da Madeira.

Todos os anos é também atribuída uma bolsa no valor de 4000 euros para a realização de um projecto documental sobre o Alentejo. A Bolsa Estação Imagem 2014 foi entregue a Hermano Noronha, que vai desenvolver o projeto fotográfico Presente, para documentar o estado actual da memória sobre a Guerra do Ultramar no concelho de Mora.

Para além de Paolo Pellegrin, o júri da competição deste ano, cuja entrega dos prémios se realizou no final da manhã de hoje, é composto por mais quatro elementos: Alessandra Mauro, curadora de fotografia; Christopher Morris, fotojornalista da agência VII; Pablo Juliá, director do Centro Andaluz da Fotografia; e Jérôme Sessini, fotojornalista da Magnum. O prémio está aberto a fotojornalistas portugueses, dos PALOP e da Galiza, bem como aos estrangeiros residentes nestes territórios. 

O prémio foi dotado de um valor pecuniário de 3500 euros e os vencedores do 1.º prémio de cada uma das sete categorias (Notícias, Assuntos Contemporâneos, Vida Quotidiana, Retrato, Desporto, Arte e Espectáculos e Ambiente) recebem 1000 euros. 

Notícia actualizada às 13h41 com vencedor da Bolsa Estação Imagem 2014