Mais de 80 detenções e de 1600 multas na operação Pedalar em segurança da PSP

A operação, que a PSP realizou pela primeira vez em todo o país, teve como principal objectivo informar os ciclistas sobre o Código da Estrada, que entrou em vigor a 1 de Janeiro.

Os ciclistas pediram mais respeito por parte dos automóveis
Foto
PSP pretende realizar ao longo do ano mais operações junto dos ciclistas Enric Vives-Rubio

A PSP deteve 81 pessoas e multou 1685 condutores de automóveis e bicicletas, durante os quatro dias da operação Pedalar em segurança, indicou nesta segunda-feira aquela força de segurança.

A operação, que a PSP realizou pela primeira vez em todo o país entre 1 e 4 de Abril, teve como principal objectivo informar e sensibilizar os ciclistas sobre o Código da Estrada, que entrou em vigor a 1 de Janeiro e veio introduzir alterações na circulação rodoviária.

Durante a operação Pedalar em Segurança, a PSP fiscalizou 8833 automóveis, 2169 bicicletas e 663 motociclos, num total de 11.665 veículos, acções que resultaram na detenção de 81 condutores, sendo a maioria por condução sob a influência do álcool (39) e falta de carta de condução (32).

Os dados da PSP mostram que foram detectadas 1531 infracções ao Código da Estrada e registadas 1685 multas, além de terem sido apreendidas 13 viaturas e 69 documentos.

Em comunicado, a PSP destaca 22 ciclistas que não tinham documentos de identificação, 13 identificados por desobedecerem ao sinal encarnado dos semáforos, um por conduzir a bicicleta sem as mãos no guiador e outra por circular em paralelo com mais do que uma bicicleta.

A PSP refere ainda que pretende realizar ao longo do ano mais operações junto dos ciclistas, tendo em conta que “é necessário e urgente reforçar o discurso preventivo nesta área de intervenção”.

Os ciclistas ganharam novos direitos com as regras que entraram em vigor, com as alterações ao Código da Estrada, passando a ser equiparados aos veículos motorizados.