Futebol nacional

Sporting de Braga vence nos últimos minutos em Olhão

Algarvios desperdiçam oportunidade de pontuar e amealhar pontos para fugir à despromoção.
Foto
Miguel Riopa/AFP

O Sporting de Braga venceu neste sábado o Olhanense, por 2-0, em jogo da 26.ª jornada da I Liga portuguesa, decidido apenas nos últimos minutos, com golos de Rusescu e Piqueti. O dianteiro romeno falhou uma grande penalidade logo no início do jogo (5 minutos), permitindo a defesa de Belec, mas redimiu-se mais tarde, também de castigo máximo (84), antes de Piqueti marcar o segundo e selar um resultado que castigou em demasia um Olhanense pouco eficaz.

Atingiu o seu limite de artigos gratuitos

O Sporting de Braga, sexto classificado, com 35 pontos, aproximou-se, à condição, do Nacional, quinto, com mais três pontos, enquanto o Olhanense, último classificado, com 18 pontos, deixou fugir mais uma oportunidade de escapar à cauda da tabela, com três jogos fora e um em casa (contra o FC Porto) até final do campeonato.

Com as duas equipas necessitadas de pontos para atingirem os seus objectivos - o Olhanense a tentar escapar à descida e o Sporting de Braga a pensar na Europa -, o jogo começou muito animado, com duas grandes ocasiões nos primeiros minutos.

Logo na conclusão da primeira jogada do encontro, Jander encontrou espaço na esquerda, foi até à linha de fundo e cruzou atrasado, para o central senegalês Diakhite aparecer e, em plena pequena área, atirar por cima da baliza defendida por Eduardo.

Aos quatro minutos, o brasileiro Jander voltaria a estar em evidência mas pela negativa, ao cometer falta na grande área sobre Rusescu, que se encarregou de marcar a respetiva grande penalidade, mas não enganou Belec, que voou para a sua direita para uma espectacular defesa.

A partida "assentou", com o Sporting de Braga a assumir o controlo e o Olhanense na expectativa, e só voltou a animar-se a partir dos 31 minutos, momento em que Paulo Sérgio desperdiçou uma excelente oportunidade (31'), enquanto do outro lado seria Pardo, em boa posição, a chutar para uma defesa fácil de Belec (34').

Já nos descontos (45+2), foi Paulo Sérgio a "oferecer" o golo a Dionisi, isolando o italiano, que na "cara" de Eduardo rematou para defesa do internacional português, rápido a fazer a "mancha".

A segunda parte arrancou com o Sporting de Braga em velocidade máxima: bastaram trinta segundos para Pardo se isolar, permitindo a defesa de Belec e, na recarga, Battaglia atirar à trave.

Em toada de parada e resposta, o Olhanense somou uma perdida escandalosa, aos 53 minutos: Rui Duarte deixou Dionisi isolado perante Eduardo, o italiano atraiu o guardião e optou por servir Paulo Sérgio, que tinha a baliza vazia à sua mercê ao seu lado, mas o passe saiu muito torto.

O jogo acalmou e parecia estar a caminho de um empate que castigaria a ineficácia das duas equipas, até que, aos 82 minutos, Jander tornou-se o "vilão" da história, ao cometer nova grande penalidade, sobre Pardo, que lhe valeu o segundo amarelo e a expulsão.

Rusescu não se atemorizou com o desafio, voltou a pegar na bola e, desta vez, marcou mesmo, atirando para o mesmo lado da primeira tentativa - a direita de Belec - mas mais colocado, sem dar hipóteses ao guarda-redes.
Pardo desperdiçou o 0-2 logo depois, com um remate ao lado, mas o segundo golo chegou aos 90 minutos, por Piqueti, na conclusão de um contra-ataque.