Governo lança Portal das Comemorações dos 40 anos do 25 de Abril de 1974

A própria criação do site já tinha sido anunciada pelo Governo como uma das iniciativas incluídas no programa de comemorações do 40.º aniversário da revolução que fundou o actual regime democrático.

Foto

O Governo anunciou nesta sexta-feira que o Portal das Comemorações do 25 de Abril de 1974, na Internet, já está disponível. E convida a população a acrescentar-lhe conteúdos.

Em www.comemorarabril.pt, o Governo promete publicar regularmente informações sobre as várias iniciativas relacionadas com os 40 anos da revolução, que refere como "um marco singular na história do povo português". Neste momento, o site reúne já dados sobre mais de 400 eventos, organizados por diversas entidades, relacionados com o 40.º aniversário do 25 de Abril, anuncia o gabinete do Ministro Adjunto e do Desenvolvimento Regional em nota enviada à comunicação social.

O Governo sublinha que o portal, anunciado em Fevereiro,  "é um espaço em construção" e convida todas as entidades, "públicas e privadas", a fornecer-lhe informações sobre iniciativas relacionadas com esta data, para aí as divulgar. "O convite é alargado a todos os portugueses que queiram igualmente partilhar fotografias ou vídeos alusivos ao 25 de Abril de 1974", lê-se na nota. Este espaço, intitulado O seu 25 de Abril, conta já com alguns materiais do acervo do Centro de Documentação 25 de Abril da Universidade de Coimbra, à semelhança do site 25 de Abril-40 anos de democracia já lançado pelo PÚBLICO.

Em breve, o Portal das Comemorações dos 40 anos do 25 de Abril de 1974 ajudará a difundir a série Histórias de Abril, uma organização conjunta da Antena 1 e a TSF, e outros eventos promovidos pelo Governo para comemorar os 40 anos da revolução. É o caso do concerto, comissariado pelo maestro Rui Massena que Grândola vai acolher na noite do próximo dia 24, e que será transmitido em directo pela RTP, com o apoio do município. O programa inclui ainda o Itinerário do 25 de Abril, comissariado pelo arquitecto José Mateus, que, em Junho e Julho, propõe "um roteiro narrativo de visitas aos locais mais emblemáticos" da revolução, guiadas por personalidades que participaram nos acontecimentos e por investigadores, e a exposição itinerante O design de comunicação e o 25 de Abril, da responsabilidade de Guta Moura Guedes, com inauguração prevista para Junho.

A conferência O dia da deliberação, organizada pelo neurocientista Rui Costa para decorrer em Setembro, e a conferência internacional As vagas da democratização, comissariada pelos investigadores Pedro Magalhães e José Tavares, fecham, em Novembro, o programa de comemorações patrocinado pelo Governo.