Morreu o antigo Presidente da Guiné-Bissau Kumba Ialá

Fundador do Partido da Renovação Social morreu aos 61 anos, depois de em Janeiro ter renunciado à vida política activa.

Kumba Ialá fotografado em 2005
Foto
Kumba Ialá fotografado em 2005 SEYLLOU/AFP

O antigo Presidente da Guiné-Bissau Kumba Ialá morreu nesta sexta-feira, aos 61 anos, poucos meses depois de ter renunciado à vida política activa.

O governante terá morrido na sequência de uma paragem cardíaca e os seus restos mortais estão em câmara ardente no Hospital Militar de Bissau, adiantou à RDP África fonte da família. Os familiares e amigos de Kumba Ialá já estão a dirigir-se para a sua residência privada, segundo a mesma fonte.

Kumba Ialá renunciou à vida política activa em Janeiro deste ano, anunciando nessa altura que apoiava o candidato independente às eleições presidenciais do país, Nuno Nabian. "Agora que me despeço não da política, mas de disputas e mandatos de cargos eleitorais, realço que não é necessário, que não é preciso, ter cargos para exercer a cidadania activa", disse então, na conferência de imprensa em que anunciou a sua decisão.

O antigo presidente esteve à frente do país entre 2000 e 2003, tendo saído do cargo na sequência de um golpe de Estado militar. Foi também fundador do Partido da Renovação Social, na década de 1990, e convertera-se há poucos anos ao islamismo, passando a chamar-se Mohamed Ialá Embaló. Estudou Teologia e Filosofia na Universidade Católica de Lisboa e, mais tarde, Direito em Bissau. Além de falar português, crioulo, espanhol, francês e inglês, lia latim, grego e hebraico.