Conselho de Justiça da FPF mantém FC Porto na Taça da Liga

O Sporting tinha interposto recurso à decisão do Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol.

O jogo entre o FC Porto e o marítimo, para a Taça da Liga, começou mais tarde do que devia
Foto
O jogo entre o FC Porto e o Marítimo, para a Taça da Liga, começou mais tarde do que devia Miguel Riopa/AFP

O Conselho de Justiça (CJ) da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) manteve o FC Porto na Taça da Liga, aumentando apenas a multa pecuniária que tinha sido aplicada aos portistas.

Em causa estava o atraso de dois minutos no início do jogo da fase de grupos da Taça da Liga, em que FC Porto venceu o Marítimo (3-2) com uma grande penalidade no período de compensação (90'+4'), que garantiu o apuramento dos "azuis e brancos" para as meias-finais, em detrimento do Sporting, segundo classificado do grupo, em igualdade pontual, mas com menos golos marcados.

Numa primeira fase, o Conselho de Disciplina (CD) da FPF tinha confirmado a qualificação do FC Porto para as meias-finais da prova, fase em que vai defrontar o Benfica.

O CD foi unânime quanto à ausência de dolo por parte do FC Porto no atraso do início do jogo com o Marítimo, mas puniu o clube com uma repreensão e uma multa de 383 euros.

A decisão do CD motivou um recurso interposto pelo Sporting para o CJ, que teve efeito suspensivo da decisão do CD.

Agora, foi a vez de o CJ se pronunciar, confirmando a decisão inicial do CD, limitando-se a aumentar a multa aplicada ao FC Porto, que passou de 383 para 3.060 euros, justificando tal decisão com a "repercussão" que o caso teve.

Segundo o CJ, o FC Porto "apenas provocou o atraso no início do jogo, ainda que com dolo, mas não se provou que o tenha feito com a intenção de prejudicar terceiros, no caso, o seu opositor no apuramento para as meias-finais da Taça da Liga, ou seja, a Sporting Clube de Portugal Futebol SAD, através da criação de uma vantagem competitiva para si."

O Rio Ave já garantiu a presença na final, ao eliminar o Sporting de Braga, mas a outra meia-final estava adiada até à decisão do CJ sobre o recurso do Sporting.

Sugerir correcção