Nerd Monkeys
Foto
Nerd Monkeys

Praxe já chegou aos videojogos

A Nerd Monkeys lançou "Praxe do Gangue das Capas Negras", um mini-jogo que agarra um tema polémico em Portugal

O Inspector Zé e o seu robô estão encarregues de procurar um caloiro que foge da praxe académica. É este o argumento de "Praxe do Gangue das Capas Negras", um jogo que tem o objectivo de pegar em algo real e que percorre a sociedade portuguesa há vários anos.

O dux, já com idade avançada, é um dos estereótipos levados ao exagero. Não escapam também a típica rapariga que se limita a reproduzir o que o superior profere ou um miúdo que só pensa em comer. Filipe Pina, criador do projecto, explica que "é o tipo de comédia em que tudo é exagerado". "Mas o próprio jogo é assim", acrescenta. Essa sátira contagia também o polícia, o inspector e as restantes personagens.

Apesar de ter pegado num tema que voltou com força à actualidade, o criador garante que não se tentou aproveitar da morte dos cinco jovens na praia do Meco. "A única coisa a que fazemos referência é ao facto de haver praxe", esclarece o também co-fundador da produtora Nerd Monkeys. No entanto, tem consciência de que há sempre vozes críticas e pessoas que podem acusar o jogo de ser exploratório. "É gratuito, não estamos a ganhar dinheiro com isso", garante.

PÚBLICO -
Foto

Críticas são "normais"

Filipe Pina considera "normais" possíveis críticas que possam surgir e que é imperativo o mundo dos videojogos "reflectir a sociedade". Assim, o jogador pode decidir o que é certo e o que é errado, devolvendo ou não o caloiro ao gangue.

A ideia de criar uma mini-história gratuita já vinha de trás. Para isso, os criadores quiseram expandir a história do "Inspector Zé e Robot Palhaço", permitindo a que quem já tenha jogado a história do "Crime no Hotel Lisboa" tenha algo novo para jogar.

A adesão ao "Crime no Hotel Lisboa", o jogo que deu origem ao "Praxe do Gangue das Capas Negras", teve uma boa adesão por parte dos mercados americano, alemão, japonês e do Reino Unido. "As pessoas gostaram muito de ver a nossa cultura, compreenderam porque é que tinhamos um restaurante com fado", mas "houve quem não gostasse, achou que estávamos a exagerar e a ser demasiado violentos", referiu o criador.

O jogo está disponível gratuitamente para Windows, Mac e Linux.