Câmara de Abrantes investe meio milhão de euros em requalificação de Estrada Nacional

A intervenção vai originar bastantes constrangimentos no trânsito durante a obra.

A Câmara de Abrantes anunciou esta quinta-feira que vai investir 500 mil euros na requalificação da Estrada Nacional (EN) 118, em Alvega, numa extensão de um quilómetro e com um prazo de execução de 180 dias.

A empreitada é da responsabilidade dos Serviços Municipalizados de Abrantes (SMA) e constará da instalação de novas infra-estruturas de água, esgotos domésticos e pluviais, telecomunicações e electricidade, passeios e novo pavimento, visando resolver também um problema de cotas de soleira, anunciou a autarquia.

Em declarações à agência Lusa, o presidente dos SMA, Manuel Jorge Valamatos, que também é vereador na Câmara de Abrantes, disse que a obra, que tem início agendado para a próxima segunda-feira vai originar "bastantes constrangimentos" e obrigar ao desvio de trânsito, durante o período de execução.

"As obras vão servir para vários objectivos, todos eles muito importantes e necessários para a população", frisou, tendo apontado para a "conclusão da instalação do sistema de canalização e da rede de saneamento básico", e o "rebaixamento do pavimento para colocar um novo tapete de asfalto" na Estrada Nacional, que atravessa a localidade, "resolvendo um problema de cotas de soleira".

"É uma intervenção faseada, mas que vai originar bastantes constrangimentos porque é complexa e prolongada no tempo, obrigando ao corte do trânsito a veículos pesados e ao desvio da normal circulação automóvel", referiu aquele responsável. Manuel Valamatos disse que a obra vai interditar totalmente a circulação de veículos pesados no sentido Alvega - Gavião, e vice-versa, durante a realização da obra.

Segundo o mapa de desvios de trânsito, haverá alternativas para desvio por Ponte de Sor, assinaladas na zona de Rossio ao sul do Tejo, no nó de Alferrarede da A23, no cruzamento do Gavião na EN118, no IP2, e na EN244.

Quanto aos veículos ligeiros, no sentido Abrantes - Gavião, numa primeira fase, farão o desvio pela Praça da República (junto ao coreto de Alvega) em direcção a Monte Galego. Numa segunda fase, o desvio será feito na rotunda de Alvega, pela Ribeira do Fernando, em direcção a Monte Galego. No sentido Gavião - Abrantes, o desvio será feito por Monte Galego, em direcção à Praça da República ou a Ribeira do Fernando.

As obras vão decorrer durante seis meses, previsivelmente até ao final do mês de Setembro. O investimento é municipal e corresponde a meio milhão de euros.