Voluntários vão plantar 11 mil árvores em Vouzela para reflorestar o Caramulo

Iniciativa decorre durante o próximo fim-de-semana. Tondela também vai plantar seis mil árvores no concelho.

Fotogaleria
Adriano Miranda
Fotogaleria
Adriano Miranda
Fotogaleria
Adriano Miranda
Fotogaleria
Adriano Miranda
Fotogaleria
Adriano Miranda
Fotogaleria
Adriano Miranda
Fotogaleria
Adriano Miranda
Fotogaleria
Adriano Miranda
Fotogaleria
Adriano Miranda
Fotogaleria
Adriano Miranda
Fotogaleria
Adriano Miranda
Fotogaleria
Adriano Miranda
Fotogaleria
Adriano Miranda
Fotogaleria
Adriano Miranda
Fotogaleria
Adriano Miranda
Fotogaleria
Adriano Miranda
Fotogaleria
Adriano Miranda
Fotogaleria
Adriano Miranda
Fotogaleria
Adriano Miranda
Fotogaleria
Adriano Miranda
Fotogaleria
Adriano Miranda
Fotogaleria
Adriano Miranda
Fotogaleria
Adriano Miranda
Fotogaleria
Adriano Miranda
Fotogaleria
Adriano Miranda
Fotogaleria
Adriano Miranda
Fotogaleria
Adriano Miranda
Fotogaleria
Adriano Miranda
Fotogaleria
Adriano Miranda
Fotogaleria
Adriano Miranda
Fotogaleria
Adriano Miranda
Fotogaleria
Adriano Miranda
Fotogaleria
Adriano Miranda
Fotogaleria
Adriano Miranda

A Câmara de Vouzela promove no próximo fim-de-semana a plantação de 11 mil árvores nas áreas ardidas nos fogos florestais do Verão passado na Serra do Caramulo. As árvores – espécies como castanheiro, carvalho, cipreste do Buçaco, bétula e freixo – vão ser plantadas por voluntários no Lugar da Penoita e na Nogueira, em Alcofra, onde arderam 1522 hectares de floresta.

A iniciativa, designada “Vamos reflorestar Vouzela”, insere-se nas comemorações do Dia Mundial da Floresta e vai ser desenvolvida em parceria com a Associação Nacional de Empresas Florestais, Agrícolas e do Ambiente (ANEFA) e com a Associação de Desenvolvimento do Dão, Lafões e Alto Paiva. Segundo a autarquia, a acção conta também com o apoio do Barclaycard, cujos clientes “ofereceram” dez mil árvores através da campanha “um extracto digital = uma árvore”.

No sábado, a concentração será às 9h no Mercado Municipal de Vouzela, com chegada prevista para as 9h30 à casa florestal de Covas. No domingo, a concentração é à mesma hora no edifício da Junta de Freguesia de Alcofra, com chegada prevista às 9h30 ao depósito de água na serra da Nogueira. Os interessados devem inscrever-se até quarta-feira junto da Câmara de Vouzela.

Também a Câmara de Tondela vai promover, no próximo sábado, a plantação de seis mil árvores na Serra do Caramulo, igualmente com a ajuda de voluntários, para recuperar a mancha verde destruída pelas chamas. De todos os concelhos abrangidos pela Serra do Caramulo, no distrito de Viseu, Tondela foi o mais afectado pelos incêndios no ano passado. Recentemente, o Instituto Nacional de Estatística (INE) revelou que os fogos provocaram danos em Tondela superiores a 80% em três vertentes: floresta, agricultura e infra-estruturas.

"84% da área de pinheiro bravo ardida no incêndio do Caramulo era de Tondela, assim como 62% de eucalipto e 72% do total dos povoamentos florestais", segundo Carlos Carvalho, do INE.

Segundo o Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas, registaram-se três grandes incêndios entre 20 de Agosto e 2 de Setembro de 2013 na Serra do Caramulo, que abrange os distritos de Viseu e Aveiro. As chamas afectaram várias freguesias dos concelhos de Tondela, Oliveira de Frades, Vouzela, Águeda e Viseu, resultando numa área ardida conjunta de quase 9500 hectares. Várias povoações estiveram ameaçadas e algumas casas arderam. Quatro bombeiros morreram no combate aos fogos.