DR
Foto
DR

É de cortiça a passarelle da Moda Lisboa

Os arquitectos Rita Muralha e Raul Santos pensaram os espaços da Moda Lisboa, que se realiza entre 7 e 9 de Março no Pátio da Galé, em Lisboa

No próximo fim-de-semana, quando modelos e estilistas se apresentarem no

ModaLisboa

Lisbon Fashion Week, estarão a desfilar sobre uma passerelle de cortiça, criada pelos arquitectos Rita Muralha e Raul Santos.

Os responsáveis pelo evento revelam em comunicado que a escolha deste material se justifica por ser “confortável, beneficia a acústica do espaço e de estética diferenciada”.

O piso de cortiça não será, no entanto, o único elemento do projecto de cenografia elaborada para todo o evento pelos arquitectos portugueses. As tonalidades escuras da cortiça serão também utilizadas no revestimento de paredes interiores e no próprio mobiliário interior. Para além do palco, os espaços sociais como a Sala de Desfiles, o Club, Área Social, Wonderoom e Backstage terão também elementos decorados e elaborados a partir de cortiça.

Eduarda Abbondanza, Presidente da Associação Moda Lisboa, destaca o papel da cortiça como “património nacional”, cuja indústria é “muito importante na nossa economia e uma excelente matéria-prima ecológica”. Esta é, por isso, uma oportunidade para mostrar o que de melhor se faz no design nacional não só na moda, mas associando-lhe à cortiça e à ua “multiplicidade de utilizações”.

A corticeira Amorim, que já tinha levado a sua cortiça a palcos internacionais, como na Serpentine Gallery de Londres, em 2012, associa-se ao evento de moda e refere em comunicado a importância do evento para colocar, de forma privilegiada, “um público tão vasto em contacto com as soluções de cortiça e as suas mais valias estéticas, de conforto e de sustentabilidade”.  

Para a corticeira, a nova concepção cenográfica do espaço acontece num contexto em que a cortiça se tem relevado um material cada vez mais presente nas principais colecções e estilistas a nível mundial. Desde Yves Saint Laurent a Prada, Dior, Dolce & Gabbana e Gucci, e outras marcas de grande prestígio que, nos últimos anos, têm trabalhado as potencialidades da cortiça nas suas peças.