Uma selfie nos Óscares vale três vezes um abraço dos Obama

O retrato de circunstância promovido por Ellen DeGeneres na cerimónia dos Óscares gerou mais de 2,3 milhões de partilhas no Twitter, um novo recorde.

@TheEllenShow/Twitter
Foto
Bradley Cooper é o autor de facto da selfie da apresentadora Ellen DeGeneres @TheEllenShow/Twitter

Num jogo de popularidade, o entretenimento de massas é capaz de aniquilar a mediatizadíssima política em qualquer altura. Ellen DeGeneres provou-o neste domingo à noite, na 86.ª cerimónia dos Óscares, quando lançou o desafio para estabelecer um novo recorde no Twitter: a mensagem com maior número de partilhas.

Ellen desceu à plateia e reuniu à sua volta algumas das maiores estrelas da indústria cinematográfica para uma selfie, que deveria ultrapassar os mais de 781 mil retweets alcançados pela fotografia de Barack e Michelle Obama, abraçados, a comemorar a reeleição do Presidente dos Estados Unidos, a 7 de Novembro de 2012.

Se o momento de ternura do casal fazia ainda parte da campanha de Obama, sendo ou não ensaiada, o que Ellen DeGeneres conseguiu no Dolby Theatre, em Los Angeles, terá sido obra do entusiasmo dos participantes que ali estavam no momento. E isso valeu-lhe, em poucos minutos, meio milhão de retweets (RT), que passaram a dois milhões até ao final da cerimónia, cerca de duas horas mais tarde, e ultrapassam agora os 2,3 milhões de RT.

Claro: a apresentadora não escolheu um corredor qualquer da plateia. Ellen começou por chamar Meryl Streep para a fotografia, dizendo que um recorde – o das 18 nomeações da protagonista de Um Quente Agosto – merecia um outro recorde nas redes sociais.

Streep acedeu e DeGeneres começou de imediato a chamar por mais e mais estrelas, até ter no enquadramento Jennifer Lawrence, Channing Tatum, Julia Roberts, Kevin Spacey, Bradley Cooper, Brad Pitt, Lupita Nyong'o (e o irmão) e Angelina Jolie. Jared Leto, que tinha acabado de ganhar um Óscar para melhor actor secundário, juntou-se à festa mesmo sem convite. Ficou quase de fora. “Se o braço do Bradley fosse mais comprido”, lamentava DeGeneres no seu tweet.

A melhor foto de sempre”, como a qualificou a apresentadora, começou então a disseminar-se rapidamente pela rede de microblogging. Não demorou a passar a barreira do milhão de partilhas e a tornar-se oficialmente a mensagem mais retweetada de sempre. O site esteve mesmo em baixo devido aos acessos massificados.

“Acabámos de fazer história. Rebentámos com o Twitter”, anunciou Ellen DeGeneres, em directo, cerca de uma hora depois de ter lançado o desafio aos telespectadores. “Recebemos um e-mail do Twitter, somos uns vencedores esta noite, acho que é isso que quer dizer. É fantástico.”

O Twitter confirmou o novo recorde no seu blogue oficial, onde dá ainda conta de que registou mais de 14,7 milhões de tweets relacionados com os Óscares durante o período da cerimónia. Jennifer Lawrence, Brad Pitt, Alfonso Cuarón, Cate Blanchett e Sandra Bullock foram as estrelas mais mencionadas. Nos filmes, Gravidade, Frozen: O Reino do Gelo, 12 Anos Escravo, O Clube de Dallas e O Lobo de Wall Street.

Entretanto, numa cerimónia que tem como patrocinador pelo quinto ano consecutivo a Samsung, vários sites americanos notam que Ellen DeGeneres, que durante a cerimónia empunhou em palco um telemóvel da mesma marca e que fez a selfie recordista com o mesmo, partilhou os seus tweets mais pessoais (como fotos nos bastidores com o galã Channing Tatum) a partir de um iPhone. Isto acontece durante o lançamento do novo modelo da Samsung, o Galaxy S5, o que fez outras tantas publicações online sugerir que a selfie mais popular do mundo foi patrocinada. com J.A.C.