Paulo Rangel anunciado como cabeça-de-lista do PSD às europeias

Paulo Rangel
Foto
Paulo Rangel Miguel Manso

Imediatamente antes, Passos Coelho usou da palavra no Congresso para anunciar que Paulo Rangel voltava a ser o primeiro nome do PSD para as europeias. Ao abordar as eleições europeias, o presidente do PSD garantiu o europeísmo do partido e defendeu que o Portugal se deve manter “convicto na União Europeia”, salientando ainda que Portugal tem contribuído para o sucesso da União .

Lembrando a actual crise política na Ucrânia, Passos Coelho aludiu a que neste pais os jovens defendem a integração europeia, contra um Governo que “não quer perceber”. E afirmando-se defensor de uma União Europeia como um “projecto cada vez mais político”, o líder do PSD garantiu que a crise financeira portuguesa teria sido em pior se não fosse o apoio europeu.

Rangel prometeu a vitória a 25 de Maio – “Vamos vencer!”, disse. E agradeceu aos eurodeputados do PSD que com ele estão no Parlamento Europeu no actual mandato, bem como agradeceu ao CDS e a Nuno Melo, o número um do CDS no Parlamento Europeu e que será também o primeiro nome do CDS na lista da coligação às eleições de 25 de Maio.