Hotel e café de luxo ocupam antiga Pensão Monumental

Espaço terá 80 quartos e ficará instalado num dos edifícios mais conhecidos da principal avenida do Porto.

A antiga Pensão Monumental, na Avenida dos Aliados, no Porto, foi comprada pelo empresário Mário Ferreira, que quer transformar o edifício no “melhor e mais emblemático” hotel da cidade. O dono da Douro Azul promete ainda instalar, no piso térreo do edifício, um “café de luxo”, devolvendo o espaço às suas antigas funções. O Monumental Palace Hotel ainda não tem data de abertura.

“A fachada é intocável, quanto ao interior ainda estamos a avaliar como podemos desenvolver o nosso programa”, explica Mário Ferreira, referindo que o projecto ainda está “em fase de conclusão”. Por isso, embora expresse o desejo de ter obra no terreno ainda este ano, o empresário não aponta qualquer data possível para a conclusão dos trabalhos. E prefere manter alguns pormenores, para já, em segredo.

No especial “Porto Sentido” que a RTP apresentou na passada segunda-feira, Mário Ferreira revelou que o futuro hotel terá “80 quartos, muito grandes e muito bonitos” e que o piso térreo será ocupado por um café que “não será barato”. Foi a primeira vez que o empresário falava sobre o seu novo projecto, depois de, no final de Janeiro, o Jornal de Notícias ter revelado que ele adquirira o edifício ao Banco Espírito Santo.

Agora, Mário Ferreira revela um pouco mais. Além do edifício da Avenida dos Aliados, o projecto vai envolver o prédio nas traseiras da antiga pensão, com entrada pela Rua do Almada. “Este edifício vai permitir construirmos ali uma rampa e uma garagem para 40 carros. É um projecto bastante complexo”, diz.

Sobre o hotel garante que será “o melhor e mais emblemático hotel do Porto”, mas recusa-se a defini-lo como um “cinco estrelas”. “Temos alguns cinco estrelas que deviam ter a categoria de quatro e outros que deviam estar acima disso. A classificação de cinco estrelas não é algo que esteja bem ajustado à nossa realidade e eu digo que este será o melhor hotel do Porto”, realça.

O empresário recorda que no edifício dos Aliados, além da Pensão Monumental, existiu também um restaurante “de 1.ª e de 2.ª categoria e o café Monumental, que era um dos espaços emblemáticos da cidade”. O projecto que está a desenvolver também contempla a criação de um restaurante – integrado no hotel, mas que será aberto a todos – e um café, também de luxo.

Questionado sobre se este café iria procurar recriar o antigo Monumental, que ali existiu, Mário Ferreira não desvenda o mistério. “Não respondo para já. Mas o café Monumental era lindíssimo. Só a porta de entrada tem sete metros de altura, já viu o que isso é? E o futuro espaço também será emblemático”, diz.

Em 2008, chegou a ser anunciado que a Pensão Monumental seria transformada num condomínio de luxo, com um projecto de Souto Moura. O empreendimento também incluía o edifício nas traseiras da pensão, mas acabou por não se concretizar.