Benfica deixa dois pontos na lama de Barcelos

Cardozo falhou um penálti já em tempo de compensação e os “encarnados” não foram além de um empate frente ao Gil Vicente. Sporting pode igualar o rival

Foto
Foto: Fernando Veludo/AFP

Num jogo condicionado pelas condições do relvado, já tinha sido da marca dos 11 metros que os “encarnados” tinham chegado à vantagem, anulada por um belo golo de Vítor Gonçalves.

Passavam quatro minutos dos 90 quando Cardozo perdeu a oportunidade de selar o triunfo. Pouco antes, o árbitro Bruno Paixão tinha apontado para a marca de penálti, castigando um suposto derrube de Luís Martins a Djuricic. O Benfica fazia então um último esforço para garantir um triunfo que acabou por escapar.

Até então, o líder da Liga tinha sentido dificuldades para criar perigo, sobretudo porque nunca conseguiu adaptar-se às más condições do relvado. No primeiro lance bem desenhado do encontro (11’), o terreno de jogo deu os primeiros sinais de que ia ser um obstáculo. Lima escapou-se pela meia-direita, girou sobre a bola, servindo Rodrigo que aparecia vindo de trás a entrar na pequena área. A bola acabou, porém, por ficar presa numa zona mais enlameada, traindo o avançado.

Já o Gil Vicente esteve sempre mais confortável entre as poças de água e a lama acumulada, aproveitando as condições propícias ao seu jogo combativo, dando ao Benfica a iniciativa, mas controlando os espaços. Apesar do domínio territorial, poucas foram as oportunidades de golo do Benfica nos primeiros 45 minutos.

No segundo tempo, a equipa de Jorge Jesus tentou entrar mais assertiva, mas a estratégia mudou bem cedo quando Siqueira foi expulso (58’) por acumulação de cartões amarelos, depois de travar Brito. O mesmo jogador do Gil Vicente voltaria a estar em evidência dois minutos depois, num lance absurdo em que pontapeia as costas de Gaitán dentro da área, dando origem ao primeiro penálti do jogo. Lima não desperdiçou.

Face às condições do relvado, pouco futebol se viu e o melhor lance do encontro chegaria sem surpresa na sequência de mais uma bola parada. O canto batido na direita do ataque do Gil Vicente foi aliviado pela defesa do Benfica para a entrada da área, onde estava Vítor Gonçalves bem colocado. O jovem gilista rematou de primeira para um bonito golo (73’).

Os “encarnados” não conseguiram, deste modo, aproveitar totalmente a derrota do FC Porto e podem ver neste domingo o Sporting juntar-se-lhes no primeiro lugar da Liga.