Morreu Soares Carneiro, o candidato presidencial de Sá Carneiro

O general, que foi derrotado por Ramalho Eanes em 1980, foi chefe de Estado-Maior das Forças Armadas do Governo de Cavaco Silva.

Foto

O general Soares Carneiro, que foi candidato à Presidência da República em 1980, morreu esta terça-feira aos 86 anos, vítima de doença prolongada. O general estava internado no hospital das Forças Armadas.

O antigo chefe de Estado-Maior General das Forças Armadas foi candidato à Presidência da República nas segundas eleições presidenciais depois do 25 de Abril de 1974, contra o também general Ramalho Eanes, que ganhou à primeira volta.

Soares Carneiro foi candidato com o apoio da Aliança Democrática (formada pelo Partido Social-Democrata, pelo Centro Democrático Social e pelo Partido Popular Monárquico). As eleições de 1980, ocorreram no dia 7 de Dezembro, três dias depois do acidente de avião em Camarate que vitimou o então primeiro-ministro Francisco Sá Carneiro e o seu ministro da Defesa Adelino Amaro da Costa.

O militar foi chefe do Estado-Maior General das Forças Armadas durante o Governo presidido por Cavaco Silva.

Nascido em Cabinda, António Soares Carneiro fez 86 anos no passado sábado. Militar e com formação especializada em tropas de comandos. Quando se dá o 25 de Abril, Soares Carneiro era secretário-geral do Governo-Geral de Angola. 

Mais tarde, foi Chefe do Estado-Maior General das Forças Armadas durante o governo de Cavaco Silva.