Martin Scorsese filma a New York Review of Books

Documentário vai ser apresentado inacabado na edição deste ano do Festival de Berlim.

Foto
CARL COURT/AFP

É a mais recente adenda ao programa da edição 2014 do Festival de Cinema de Berlim, anunciada na manhã desta terça-feira, na apresentação do certame pelo seu director, Dieter Kosslick: o documentário sobre a lendária revista New York Review of Books dirigido por Martin Scorsese e David Tedeschi.

Ainda sem título, o mais recente documentário do autor de O Lobo de Wall Street ou Tudo Bons Rapazes vai ser apresentado fora de concurso e numa versão inacabada, como work in progress. A sessão especial será acompanhada por um debate com a presença de Scorsese, do seu co-realizador, David Tedeschi, e de Robert Silvers, editor da revista desde a sua fundação em 1963.

Escritores e pensadores como Joan Didion, Michael Chabon, Mary Beard e Timothy Garton Ash concederam novas entrevistas para o filme, que recorre igualmente a imagens de arquivo de muitos dos críticos e colunistas que celebrizaram a revista como fulcro da cultura literária nova-iorquina (como Susan Sontag, Noam Chomsky ou Norman Mailer). Isto numa altura em que o 50.º aniversário da New York Review of Books levantou uma série de questões sobre a viabilidade e importância que a publicação bimensal ainda pode ter nos nossos dias.

O nome de Scorsese, que estreou em Berlim Shutter Island (2010) e o documentário sobre os Rolling Stones Shine a Light (2008), junta-se assim às mais recentes novidades do programa. Fora de concurso, Wim Wenders apresenta o documentário em 3D Cathedrals of Culture, onde seis realizadores filmam seis obras arquitectónicas à sua escolha; para além de Wenders (Berlim), Michael Glawogger (São Petersburgo), Robert Redford (La Jolla), Karim Ainouz (Paris), Margareth Olin (Oslo) e Michael Madsen (Halden) contribuiram para o filme.

Berlim apresentará ainda o filme biográfico de Jalil Lespert sobre Yves Saint-Laurent, o documentário sobre o músico rock Nick Cave, 20,000 Days on Earth, e o diálogo de Michel Gondry com Noam Chomsky, Is the Man Who Is Tall Happy?, entre muitos outros. 

Dois filmes portugueses, Taprobana, de Gabriel Abrantes, e As Rosas Brancas, de Diogo Costa Amarante, estarão em liça para o Urso de Ouro da curta-metragem.

A 64.ª edição do Festival de Berlim decorrerá de 6 a 16 de Fevereiro e tem como filme de abertura Grand Budapest Hotel, de Wes Anderson.