Marcelo defende apenas um mandato para os Presidentes da República

Marcelo Rebelo de Sousa apelou à mobilização das pessoas nas próximas campanhas do BA
Foto
Marcelo Rebelo de Sousa é um dos subscritores da iniciativa Pedro Cunha

O comentador televisivo lembrou que a proposta não é de agora mas que se tornou mais actual. Desafiou mesmo os próximos candidatos ao cargo a assumirem o compromisso de não se recandidatarem

Foi no balanço que fez aos oito anos de mandato presidencial de Cavaco Silva que o comentador defendeu uma revisão constitucional que ponderasse o cargo. "Dez anos para um Presidente é muito tempo", disse na TVI, antes de propôr que um chefe de Estado ficasse limitado a apenas "um mandato mais longo de seis ou sete anos". Com o argumento que sujeitar um Presidente a uma reeleição "nunca é positivo". 

O ex-presidente do PSD analisou ainda a reeleição de Passos Coelho no PSD para assinalar a "percentagem esmagadora". Que justificou com a percepção de que no interior do partido "ninguém queria uma crise interna".

Sobre as propostas relacionadas com o panteão nacional, o comentador aconselhou tempo para pensar. “Deve haver um critério”, disse na TVI, depois de lembrar que “5 ou 6 aprovações por ano não é possível”. Mas admitiu sobre Salgueiro Maia que “ninguém tem dúvidas de que é um homem de Abril”