Acções da ES Saúde vão custar entre 3,20 e 3,90 euros

O período de Oferta Pública Inicial decorrerá entre a próxima segunda-feira e 6 de Fevereiro.

O hospital Beatriz Ângelo, em Loures, é gerido em parceria público-privada com o Espírito Santo Saúde
Foto
O hospital Beatriz Ângelo, em Loures, é gerido em parceria público-privada com o Espírito Santo Saúde Daniel Rocha

A Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) aprovou a operação de dispersão em bolsa de 49% da Espírito Santo Saúde (ES Saúde), sendo o preço das acções fixado entre os 3,20 e 3,90 euros, informou a empresa.

“Esta oferta irá permitir a primeira admissão à negociação em bolsa das acções de uma empresa portuguesa do sector da prestação de cuidados da saúde”, adianta a empresa do grupo Espírito Santo, num comunicado onde declara ser também “a primeira empresa de capitais privados a lançar uma Oferta Pública Inicial (“IPO”), desde a admissão à negociação da EDP Renováveis, em 2008”.

A oferta global da ES Saúde (até 46.815.704 acções) visa permitir a dispersão de até 49% do capital da sociedade (incluindo um aumento de capital da ES Saúde, através da emissão de até 7.042.254 novas acções e uma venda de acções pela Rio Forte Investments, a Espírito Santo Financial Group e a Companhia de Seguros Tranquilidade).

Até 20% do capital (ou seja, até 9.363.140 acções) será dirigido a investidores particulares em Portugal, incluindo até 3.277.100 acções para colaboradores do grupo ES Saúde e até 6.086.040 acções para o público em geral, e os restantes 80% (até 37.452.564 acções) serão destinados a investidores institucionais, nacionais e estrangeiros.

O período de Oferta decorrerá entre a próxima segunda-feira e 6 de Fevereiro, devendo a sessão especial de Bolsa, para o apuramento dos resultados desta Oferta Pública de Distribuição, acontecer a 7 de Fevereiro, segundo o mesmo comunicado.

Fundada em 2000, a Espírito Santo Saúde é um dos maiores operadores de saúde privado português, detendo oito hospitais privados, um deles gerido em regime de Parceria Público-Privada (Hospital Beatriz Ângelo, em Loures), sete clínicas e duas residências sénior, contando com 8.907 funcionários.

A empresa liderada por Isabel Vaz fechou Setembro de 2013 com resultados operacionais de 279,5 milhões de euros e lucros de 9,1 milhões de euros.