O prazo de entrega das curtas sobre questões ambientais é 1 de Abril Jon Woo/Reuters
Foto
O prazo de entrega das curtas sobre questões ambientais é 1 de Abril Jon Woo/Reuters

Prémio de 11 mil euros para "curta" sobre alterações climáticas

Concurso de curtas-metragens sobre questões ambientais para jovens dos 14 aos 35 anos terá Bernardo Bertolucci como presidente do júri

Jovens cineastas de todo o mundo são convidados pela Action4Climate a criar um documentário de um a 12 minutos que mostre a perspectiva que as faixas etárias mais novas têm sobre as alterações climáticas. A história deve também abordar de que forma estas mudanças associadas ao aquecimento global e outras questões climáticas influenciam o quotidiano dos jovens e que medidas podem ser tomadas para sensibilização destes problemas.

Em grupos (máximo de cinco elementos) ou individualmente, o concurso divide-se nas categorias dos 14 aos 17 anos e ainda dos 18 aos 35 anos. Os vencedores da primeira categoria levam para casa equipamento de vídeo profissional, enquanto que os segundos habilitam-se a um prémio no valor de 15 mil dólares (cerca de 11 mil euros). O segundo e terceiro classificado desta categoria recebem 10 mil (cerca de 7.300 euros) e 5 mil dólares (cerca de 3.600 euros), respectivamente).

As curtas distinguidas serão também inseridas em circuitos de festivais de cinema e disponibilizados na plataforma MTV Voices.

Na mesa do júri estarão presentes nomes conhecidos do cinema, como Bernardo Bertolucci (que será o Presidente do júri), Atom Egoyan, Marc Foster, Fernando Meirelles e Wim Wenders.

O concurso parte da Connect4Climate, uma iniciativa lançada em 2011 dedicada à discussão e criação na área das questões ambientais, numa parceria entre o World Bank, o Global Environment Facillity e pelo Ministério do Ambiente Italiano.