Câmara de Loures anuncia erradicação do bairro de barracas da Quinta da Serra

A Câmara de Loures anunciou nesta sexta-feira a erradicação do bairro de barracas da Quinta da Serra, situado na União das Freguesias de Sacavém e Prior Velho, onde já chegaram a viver perto de 600 famílias.

Em declarações à agência Lusa, a vereadora com o pelouro da Habitação, Maria Eugénia Coelho (CDU), referiu que se tratava de um dos bairros com condições mais precárias no concelho e que se conseguiu arranjar uma solução para praticamente todos os moradores que ali residiam.

“Temos apenas um caso de uma barraca que ainda não foi demolida porque o morador interpôs uma providência cautelar. Foi-lhe proposto várias alternativas, mas ele nunca aceitou. Esperamos conseguir desbloquear esta situação o mais rapidamente possível”, anteviu

A autarca explicou que findo o processo de demolição caberá ao proprietário dos terrenos fazer a limpeza e colocar uma vedação, para evitar novas construções.

Relativamente às famílias que ali residiam, Maria Eugénia Coelho referiu que algumas foram realojadas em casas da autarquia, outras beneficiaram de programas especiais de realojamento e algumas optaram por ser indemnizadas.

Com o fim do bairro da Quinta da Serra ficam a faltar erradicar no concelho de Loures os bairros de barracas da Quinta da Vitória (Portela), da Torre (Camarate) e do Talude Militar (Frielas, Camarate e Unhos).

Segundo a vereadora da Habitação, o processo do bairro da Quinta da Vitória encontra-se praticamente concluído, faltando demolir duas barracas.

Por seu turno, o processo de demolição dos bairros da Torre e do Talude Militar encontram-se mais atrasados, uma vez que a sua resolução é mais “complexa”.

“Temos uma grande preocupação em acabar com todas as barracas no concelho. No caso do Talude Militar, nem todas as habitações são barracas, mas são precárias. Além disso, situa-se numa zona geológica muito complicada”, apontou.

Sugerir correcção