Pires de Lima sai do Conselho Nacional e é substituído por Telmo Correia

António Pires de Lima vai deixar de ser presidente do Conselho Nacional, cargo que ocupava desde 2007, quando Paulo Portas sucedeu a Ribeiro e Castro na liderança do CDS. Telmo Correia, vice-presidente da bancada, é o candidato para suceder a Pires de Lima no cargo.

Pires de Lima diz que é trabalho "hercúleo" vender no Brasil
Foto
Pires de Lima diz que é trabalho "hercúleo" vender no Brasil

O anúncio foi feito por Paulo Portas, já esta madrugada, convidando ainda Luís Nobre Guedes para um lugar no Conselho Nacional.

O líder do CDS revelou que não quis forçar Pires de Lima, que conhece "há 40 anos", a recandidatar-se ao cargo. “Não gosto de o forçar a nada. Ele não merece”, afirmou Portas, depois de dizer que já o convenceu várias vezes a encabeçar aquele órgão.

Para liderar a lista ao Conselho Nacional, o presidente do partido convidou Telmo Correia “alguém que está porventura no melhor momento político, um grande combatente do CDS” e “cuja senioridade é já suficiente”.

Quanto a Luís Nobre Guedes, antigo vice-presidente do CDS, que assumiu ir a votos numa lista do Conselho Nacional pelo

Movimento Alternativa e Responsabilidade (MAR), Portas fez um convite. “Se quiser terá um lugar, faça favor”, disse, referindo-se a uma posição de vogal naquele órgão.