Partidos estão de acordo em levar Eusébio para o Panteão

Conferência de líderes discutiu esta quarta-feira a possibilidade.

Foto
Nuno Ferreira Santos

As bancadas parlamentares estão de acordo sobre a transladação dos restos mortais de Eusébio para o Panteão Nacional, revelou o líder da bancada do PSD aos jornalistas no Parlamento, esta quarta-feira.

“Há consenso dos grupos parlamentares no sentido de a Assembleia da República conceder as honras do Panteão a Eusébio da Silva Ferreira”, disse Luís Montenegro, acrescentando que a modalidade para concretizar o processo “ainda não foi acertada”.

O social-democrata salientou o consenso existente sobre o assunto, considerando o antigo futebolista, que morreu no domingo, “uma figura cuja vida desportiva e cívica cumpre os pressupostos de atribuição das honras do Panteão.” Montenegro lembrou ainda a “grande afectividade” dos portugueses por Eusébio.

Também outros líderes parlamentares sublinharam a unanimidade das bancadas em torno da transladação do antigo futebolista para o Panteão. “Foi o reconhecimento de Eusébio como figura de dimensão nacional e que os portugueses compreendem que esteja no Panteão”, referiu Alberto Martins, líder da bancada do PS.

Questionado sobre os custos da transladação dos restos mortais de Eusébio do cemitério do Lumiar para o Panteão, alerta lançado pela Presidente da Assembleia da República, o líder da bancada do PSD não comentou o assunto. Mas pelo menos um empresário português do ramo da construção civil, radicado nos Estados Unidos e assumido benfiquista, António Frias, disponibilizou-se para oferecer 50 mil euros e, assim, suportar as despesas da operação.

Minuto de aplausos

Nesta quarta-feira, soube-se também que a Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) pediu aos clubes que observem um minuto de aplausos e usem fumos negros em memória de Eusébio nos jogos da próxima jornada dos dois principais escalões de futebol.

Uma homenagem ao antigo internacional português vai também ser prestada pela FIFA na gala de segunda-feira, em Zurique, em que será atribuída a Bola de Ouro àquele que for considerado o melhor futebolista do ano de 2013. Ao prémio concorrem o argentino Lionel Messi, o francês Frank Ribéry e o português Cristiano Ronaldo.

No Estádio da Luz, iniciaram-se, entretanto, os trabalhos de construção de uma estrutura para proteger a estátua de Eusébio. Luís Filipe Vieira tinha prometido proteger a estátua e os objectos depositados em seu redor de “actos de vandalização”, como os que ocorreram na terça-feira por um limitado grupo de pessoas e que levaram o clube a retirar os cachecóis do Sporting que lá tinham sido depositados após a morte do “Pantera Negra” no domingo.