Cavaco Silva vai condecorar Cristiano Ronaldo, “um símbolo de Portugal” no mundo

Cerimónia decorre na próxima terça-feira no Palácio de Belém.

Foto
Cristiano Ronaldo é o capitão da Selecção Nacional REUTERS/Jose Manuel Ribeiro

O Presidente da República vai condecorar Cristiano Ronaldo com o grau de Grande-Oficial da Ordem do Infante D. Henrique, como forma de reconhecer o atleta “de renome internacional que tem sido o símbolo de Portugal em todo o mundo”.

Numa nota publicada no site da Presidência da República lê-se que a decisão de Cavaco Silva visa distinguir o jogador de futebol e capitão da Selecção Nacional, pela sua contribuição para a “projecção internacional do país” e por ser “um exemplo de tenacidade para as novas gerações”.

Cristiano Ronaldo, por seu lado, manifestou um "sentimento de orgulho e honra" pela condecoração. "É indescritível o sentimento de orgulho e honra por esta distinção e por este reconhecimento por parte do mais alto representante do Estado português", comentou o jogador à Gestifute Media, empresa que o representa.

A Ordem do Infante D. Henrique distingue quem "houver prestado serviços relevantes a Portugal, no país e no estrangeiro, assim como serviços na expansão da cultura portuguesa ou para conhecimento de Portugal, da sua História e dos seus valores".

Já em 2004, depois do Europeu de futebol que se realizou em Portugal, Cristiano Ronaldo, juntamente com toda a equipa da selecção nacional, recebera das mãos do então Presidente da República, Jorge Sampaio, o grau de Oficial desta mesma Ordem. Dez anos depois, o jogador receberá de Cavaco Silva o grau de Grande-Oficial da Ordem do Infante D. Henrique.

O anúncio foi bem recebido pelo presidente da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), Fernando Gomes, que se mostrou "orgulhoso" pela distinção de Ronaldo. Numa mensagem divulgada na página de Internet da FPF, Fernando Gomes diz sentir uma "enorme satisfação" por esta condecoração, que "expressa o sentimento dos portugueses em geral por aquilo que o Cristiano tem feito, não só em termos do futebol nacional, mas também pela elevação do nome de Portugal por esse mundo fora".

A distinção "valoriza o papel fundamental que Cristiano tem tido na divulgação do nome de Portugal", afirmou o presidente da Federação, dando o exemplo da "magnifica exibição" do jogador em Estocolmo (Suécia), em Novembro, que permitiu a qualificação de Portugal para o Mundial do Brasil em 2014.

A decisão de Cavaco Silva é anunciada um dia depois da publicação da entrevista concedida pelo avançado do Real Madrid ao jornal desportivo Record, na qual este admite que 2013 foi o melhor ano da sua carreira até ao momento e que seria "um orgulho" conquistar o título de campeão nacional pelo Sporting, onde fez a sua formação como futebolista.

A cerimónia de condecoração decorrerá no Palácio de Belém, na próxima terça-feira, às 11h30 horas e acontecerá cerca de uma semana antes do anúncio da Bola de Ouro, o mais importante troféu individual de futebol, que será entregue a 13 de Janeiro. Ronaldo, que já ganhou a Bola de Ouro em 2008, é um dos três finalistas, juntamente com o francês Franck Ribéry e o argentino Lionel Messi.