Bolsa inaugura 2014 a crescer

Juros da dívida negociam a níveis mínimos desde Junho de 2012. As Euribor também mantiveram a tendência de descida nesta quinta-feira

Foto
PSI20 subia 0,35% às 8h30 Gonçalo Português/Arquivo

O principal índice da bolsa portuguesa, o PSI20, inaugurou 2014 a subir e manteve a tendência da abertura, com o BCP a voltar aos ganhos.

A instituição liderada por Nuno Amado anunciou, terça-feira, perto do fecho do mercado, ter chegado a acordo com os sindicatos para um corte temporário dos salários a rendimentos mensais ilíquidos superiores a mil euros.

Pelas 8h30, o PSI20 seguia a negociar com uma subida de 0,35%, para 6.581,52 pontos, com 16 empresas positivas, uma inalterada e três negativas.

A liderar os ganhos seguia o BCP, com as acções a avançarem 3,37%, para 0,172 euros, seguido da Semapa, que avançava 2,75%, para 8,367 euros.

Do lado das perdas, o destaque é da Galp Energia e do BPI, que perdiam 0,42% e 0,08%, para 11,865 e 1,215 euros.Lisboa seguia em linha com as bolsas de Frankfurt, Madrid e Milão que também arrancaram o novo ano em terreno positivo. Excepção feita a excepção de Londres e Paris que seguiam a negociar no vermelho.

Juros a dois anos com valor mais baixo desde Junho

Os juros da dívida soberana de Portugal a dois e cinco anos estavam, nesta quinta-feira, às 09h30, a negociar em mínimos desde Junho. A essa hora, os juros a dois anos estavam a ser negociados a 2,846%, abaixo dos 3,324% da sessão anterior. Na maturidade dos cinco anos, os juros exigidos pelos investidores no mercado secundário negociavam a 4,710%, abaixo dos 5,037% do fecho de terça-feira.

Os juros a dez anos estavam também a descer, com as obrigações neste prazo a serem transaccionadas a 5,873%, contra os 6,130% da sessão anterior.