Câmara de Mafra acaba com semana de quatro dias

Para poder cumprir a decisão governamental de aumentar o tempo de trabalho para 40 horas semanais, autarquia extinguiu regime especial dos quatro dias.

O presidente da câmara, Hélder Silva (PSD), disse nesta segunda-feira à agência Lusa que decidiu flexibilizar o horário de trabalho dos funcionários nos períodos entre as 08h e as 09h30, 12h-14h30 e 17h- 18h30 nos cinco dias úteis da semana, permitindo a cada um escolher a hora de entrada e de saída.

“Em vez de haver um horário rígido, optámos por um horário flexível que permita ir ao encontro das necessidades individuais dos trabalhadores e suas famílias”, afirmou. O autarca deu o exemplo dos trabalhadores-estudantes e de funcionários com idosos à sua guarda ou filhos em idade escolar.

“Há uma poupança no custo dos prolongamentos do horário nas escolas”, uma vez que conseguem adaptar o seu horário ao horário escolar dos filhos, sublinhou.

No mesmo despacho, o autarca aboliu a folga à sexta-feira que existia, desde meados de 2008, para os mais de 350 funcionários do edifício sede da câmara. Nos últimos cinco anos, as 35 horas de trabalho eram repartidas por quatro dias da semana em que o horário de atendimento ao público foi alargado mais duas horas todos os dias, encerrando os serviços à sexta-feira.

“Com a entrada em vigor da lei das 40 horas, tivemos necessidade de voltar a alargar o horário de trabalho à sexta-feira para não haver uma grande sobrecarga nos outros dias”, explicou este autarca que, ao contrário de  outros, decidiui seguir aumentar o tempo de trabalho, de acordo com a orientação do Governo.

Com estas alterações, o atendimento ao público e os restantes serviços vão manter-se a funcionar entre as 08h30 e as 18h30 de segunda a sexta-feira, sem interrupções na hora de almoço. O município possui cerca de mil funcionários, mas o horário flexível não deverá abranger todos, por haver serviços descentralizados a funcionar sem o número mínimo de funcionários para aplicar a flexibilidade e manter o horário de funcionamento.