O que as redes sociais dizem sobre ti?

As redes sociais abastecem com informações estratégicas milhares de empresas que, a par de nossos gostos e perfis, têm a chance de nos oferecer produtos e serviços que nem nós supúnhamos que desejávamos

Foto
-DGIES/Flickr

As redes sociais tornaram-se uma extensão da vida dos indivíduos ditos modernos. E, com isso, estes espaços tornaram-se também arenas onde duelam os nossos afectos e desafectos. É nelas que estão expressas, explicita ou implicitamente, as nossas convicções políticas, pessoais e religiosas.

A intensidade da exposição varia de pessoa para pessoa, de acordo com a personalidade de cada cibernauta. Há os que fazem destes lugares um diário pessoal, com actualizações minuto a minuto, em que se pode conferir a descrição de cada acção do indivíduo, do desjejum ao jantar. Mas, de maneira geral, não dá para apontar o dedo aos outros, pois, no fim das contas, as redes sociais são canais naturalmente narcisistas e dizem muito de nós. Às vezes, até mais do que gostaríamos ou supúnhamos.

Se por um lado esses espaços constroem uma imagem simbólica do que somos perante os nossos pares, também é verdade que abastece com informações estratégicas milhares de empresas que, a par de nossos gostos e perfis, têm a chance de nos oferecer produtos e serviços que nem nós sonhávamos querer comprar.

Não é segredo para ninguém que qualquer empresa que se preze faz pelo menos o monitoramento dos seus clientes e/ou potenciais clientes para, entre outras coisas, ficar informada da repercussão e satisfação dos serviços que prestam.

A questão que se coloca, em tempos de espionagem entre países e governos, é: como estas informações disponíveis em nossas redes sociais são utilizadas? Até que ponto compromete a nossa privacidade?

Será que já pensaste que o que gosta e partilha é informação estratégica para quem vende e produz o que gostas? Talvez, antes de cada nova informação tornada pública nas redes sociais, valha a pena ponderar: até que ponto estou seguro partilha dessas informações? Ou como elas podem ser utilizadas contra mim?