Andante Gold já lhe permite andar de carro

Nova funcionalidade decorre de parceria entre empresa gestora dos títulos de transporte público do Porto e empresa de car sharing

Foto
O cartão de assinatura dos transportes públicos do Porto ganhou uma nova funcionalidade Fernando Veludo/NFactos

O Andante Gold acabou de ganhar uma nova funcionalidade. Deixou de ser apenas um passe para usar em transportes colectivos para se transformar, também, na chave de acesso a um carro particular. A mudança foi conseguida através de um protocolo entre a TIP – Transportes Intermodais do Porto e a Transdev, proprietária do serviço de car sharing Citizenn, que actua no Porto e em Matosinhos.

Era um desejo manifestado há muito pela Citizenn (quase desde o arranque do projecto, em 2010), mas que só agora foi concretizado. Os 12 veículos do serviço de car sharing passam a estar acessíveis aos portadores do Andante Gold, mediante a adesão destes ao serviço.

O funcionamento é simples. Se possui um Andante Gold e pretende ter acesso ao serviço de car sharing, tem primeiro de formalizar a adesão junto de uma das quatro lojas Andante (nas estações da Senhora da Hora, Casa da Música, Trindade ou Campanhã). Pagará por isso 25 euros, mas Rui Silva, da Citizenn, garante que “esse valor será totalmente revertido em consumo”.

Para o utilizador, a vantagem de aderir à solução Andante + Car Sharing é o acesso a tarifas mais baratas no aluguer das viaturas. Ou seja, neste momento, a Citizenn pratica dois tipos de preço – uma modalidade que obriga ao pagamento de uma mensalidade, mas que oferece um preço mais baixo de aluguer por hora e por quilómetro; e um outro que não obriga ao pagamento de qualquer mensalidade, mas em que o preço pago por hora de utilização e quilómetros percorridos é mais alto. Os portadores do Andante Gold que adiram ao serviço de car sharing vão poder usufruir dos preços mais baixos por hora e quilómetro mas sem terem de pagar qualquer mensalidade.

“No final do mês, o cliente recebe o extracto com resumo da utilização e passados 15 dias esse valor é debitado na sua conta bancária. Isto quer dizer que ele tem 15 dias para poder cancelar o pagamento, caso detecte algum erro”, explica Rui Silva.

Para utilizar o Andante Gold num veículo (o serviço deverá ficar activo até 72 horas após a adesão) basta passar o cartão junto ao sinal indicado no vidro, para que as portas se abram. No interior, terá de digitar o código individual que é atribuído ao seu cartão Andante para poder pegar na chave do veículo e começar a utilizar o carro.

Durante a assinatura do protocolo, na manhã desta terça-feira, a presidente da TIP, Cristina Dias, classificou o novo produto, que transforma o Andante Gold “em chave para automóvel”, como “um complemento perfeito”, na busca de soluções de mobilidade. Já Rui Silva frisou que a Citizenn “sempre se posicionou como aliado do transporte público”.

Segundo Rui Silva, a Citizenn tem, actualmente, “cerca de 250 clientes”, 40% dos quais são empresas. Com a parceria com o Andante abre-se um novo universo potencial de clientes, já que o número de assinaturas mensais ronda as 134 mil.

Neste momento, a Citizenn possui doze automóveis em nove pontos de estacionamento (seis no Porto e três em Matosinhos) e tem já uma parceria com o serviço similar que existe em Lisboa, a Mob Carsharing, que permite que o cliente de uma das empresas possa também utilizar a outra.

Enquanto Cristina Dias diz que os transportes públicos têm de apostar cada vez mais em “sinergias” e na “integração” com outros serviços, para serem sustentáveis, Rui Silva garante que o serviço de car sharing é “a solução que permite associar o custo às reais necessidades de utilizador”.