FIFA alargou prazo de votação para Bola de Ouro

Em teoria, alargamento beneficia Ronaldo, que está em grande forma, enquanto Messi está lesionado. A FIFA justifica a decisão com o "baixo número de respostas" recebidas.

Foto
O prolongamento do prazo é, teoricamente, bom para Ronaldo JONATHAN NACKSTRAND/AFP

Terminava na passada sexta-feira o prazo para seleccionadores, capitães de selecções e jornalistas que integram o painel da France Football escolherem o melhor jogador do ano. Só que a FIFA, que co-organiza o prémio Bola de Ouro juntamente com a revista francesa, decidiu alargar o prazo até ao próximo dia 29.

A decisão é teoricamente boa para Cristiano Ronaldo, um dos 23 candidatos ao troféu. O português está em excelente forma, como se viu na terça-feira, dia em que foi decisivo no triunfo de Portugal sobre a Suécia (3-2), que coloca a selecção nacional do Mundial de futebol no próximo ano. E Lionel Messi, o outro principal candidato, está lesionado, embora o francês Franck Ribéry também seja um forte candidato, depois de ter sido decisivo para o Bayern Munique vencer o campeonato alemão e a Liga dos Campeões.

Este alargamento do prazo significa que quem já tinha enviado o voto, pode alterá-lo. E quem não tinha votado, recupera a oportunidade de o fazer. Serão válidos todos os votos enviados até ao próximo dia 29 (sexta-feira da semana que vem).

Num esclarecimento enviado à Lusa, a FIFA explicou que o alargamento do prazo de votação para o melhor futebolista do Mundo de 2013 se deveu "ao baixo número de respostas" que recolheu até agora.

"De forma a garantir um número representativo de votos, a FIFA e a France Football [parceira da FIFA nesta votação] decidiram alargar o prazo até 29 de Novembro", justificou um porta-voz da FIFA.

A eleição do melhor jogador do ano é feita pelos seleccionadores e capitães de todas as selecções, bem como por um painel de jornalistas escolhidos pela revista France Football, que originalmente criou o prémio Bola de Ouro, fundido em 2010 com o prémio de jogador do ano da FIFA.

Na circular enviada às votantes, citada pelo jornal espanhol El Mundo Deportivo, a FIFA diz que a ampliação do prazo tem o objectivo “de garantir a representação dos media seleccionados e de todas as federações que integram a FIFA”.

O alargamento do prazo já está a causar alguma polémica. O El Mundo Deportivo titulava na sua edição de hoje: “Escândalo na Bola de Ouro”.

Os nomes dos três finalistas da Bola de Ouro serão anunciados a 9 de Dezembro e o vencedor será conhecido a 9 de Janeiro, na Gala da FIFA, onde também será distinguido o melhor treinador do ano – José Mourinho é um dos candidatos.

Os 23 candidatos à Bola de Ouro 2013
Gareth Bale (Gales)
Edinson Cavani (Uruguai)
Cristiano Ronaldo (Portugal)
Radamel Falcao (Colômbia)
Eden Hazard (Bélgica)
Zlatan Ibrahimovic (Suécia)
Andrés Iniesta (Espanha)
Philipp Lahm (Alemanha)
Robert Lewandowski (Polónia)
Lionel Messi (Argentina)
Thomas Müller (Alemanha)
Manuel Neuer (Alemanha)
Neymar (Brasil)
Mesut Özil (Alemanha)
Andrea Pirlo (Itália)
Franck Ribéry (França)
Arjen Robben (Holanda)
Bastian Schweinsteiger (Alemanha)
Luis Suárez (Uruguai)
Thiago Silva (Brasil)
Yaya Touré (Costa do Marfim)
Robin van Persie (Holanda)
Xavi Hernández (Espanha)