Album Marker: troca online cromos e figuras

Falta-te um cromo na tua colecção favorita? O Album Marker é uma recém-criada plataforma que te pode ajudar a completar as colecções em falta

Foto
Heiyanan/Flickr

O Album Marker é uma plataforma online – lançada em Outubro de 2013 - que facilita a troca de cromos, figuras, cartas, “tazos”, chapas e porta-chaves.

Com mais de 6000 colecções até ao momento, o site tem disponíveis cadernetas de cromos que nos levam numa viagem ao passado e que remetem para o início do século XX. Entre estas, a “Coleção de Caramelos – SPORT”, que data de 1920, e ainda a caderneta “Azes do Football”, de 1930. Mas nem só de colecções nacionais é composto o Álbum Marker, que conta variadas cadernetas internacionais, como “Angry Birds” ou “The Smurfs”.

No que diz respeito às figuras, as mais procuradas têm sido as da LEGO, com principal destaque para “Mr. Gold”, “um boneco raro” muito cobiçado pelos coleccionadores da marca.

Troca de cromos

Para consultar as colecções, os usuários têm de se registar na plataforma, criar um perfil e adicionar os álbuns na conta criada. Depois desse processo, os utilizadores têm acesso aos cromos de cada caderneta e podem entrar em contacto entre eles, para solicitarem as trocas.

De realçar que as trocas – que não envolvem qualquer dinheiro - não são da responsabilidade da plataforma. Estas são efectuadas por correio ou fisicamente, e os responsáveis pelo projecto lançam algumas recomendações para que sejam efectuadas de forma segura. Para além disso, os responsáveis lançaram um mecanismo de avaliação. “Após cada troca, os utilizadores são classificados” mediante três factores: “comportamento”, “pontualidade” e “compromisso”.

A plataforma também foi criada a pensar nos mais novos. Assim, os pais podem formatar e autorizar a conta dos filhos, “permitindo-lhes navegar no site de forma segura”.

A paixão dos cromos não tem idade

Um grupo de amigos tinha os cromos como paixão, mas só estavam disponíveis alguns fóruns e outras plataformas de trocas com “pouca usabilidade”. Muitos deles são coleccionadores desde pequenos e queriam “simplificar a vida das pessoas que gostam de colecções”.

Foi com essa ideia em mente que Daniela Campino – planeadora de meios e campanhas digitais de 28 anos - , em parceria com alguns amigos (informáticos, programadores e webdesigners), lançou o Album Marker. O projecto funciona como uma espécie de “serviço público”. “Não ganhamos nada com isto”, garante Daniela Campino, sem deixar passar que o projecto funciona como um “hobby”, visto que “todos têm outros trabalhos”.

Como a oferta de colecções depende do número de usuários e da sua actividade (podem inclusivamente fazer sugestões de novas colecções), os responsáveis pelo projecto pretendem “aumentar o número de utilizadores”, que já chegou aos 400, em três semanas.

Artigo corrigido às 11h28 do dia 19 de Novembro de 2013