Vasco Rato será o próximo presidente da FLAD

Antigo vice-presidente do PSD substitui Maria de Lurdes Rodrigues no cargo. José Lamego e Miguel Monjardino no Conselho de Curadores.

Vasco Rato foi vice de Marques Mendes quando este presidia ao PSD
Foto
Vasco Rato foi vice de Marques Mendes quando este presidia ao PSD Fernando Veludo

O antigo vice-presidente do PSD Vasco Rato será o próximo presidente da Fundação Luso-Americana para o Desenvolvimento, substituindo no cargo Maria de Lurdes Rodrigues, soube o PÚBLICO.

Na direcção da fundação irão sentar-se também o socialista José Lamego, antigo secretário de Estado de António Guterres, e Miguel Monjardino, professor na Universidade Católica e especialista em questões internacionais. Pelo menos dois norte-americanos integram também a direcção da FLAD.

A intenção de o Governo nomear Vasco Rato para suceder à ministra da Educação de José Sócrates fora avançada na sexta-feira pelo jornal i. Maria de Lurdes Rodrigues assumiu a administração da FLAD em Maio de 2010 e terminou o mandato em Abril deste ano.

Rato foi vice de Luís Marques Mendes quando este presidiu ao PSD. Com Pedro Passos Coelho, Marques Mendes, Ângelo Correia, Júlio Castro Caldas e outras destacadas figuras do PSD, foi um dos membros do Centro Português para a Cooperação (CPPC), uma organização não-governamental concebida para obter financiamentos destinados a projectos de cooperação que interessassem à empresa Tecnoforma.

Segundo uma investigação publicada pelo PÚBLICO no ano passado, o CPPC – que tinha sede nas instalações daquela empresa de formação profissional, da qual Passos se veio a tornar consultor e administrador – foi, na prática, uma criação do actual primeiro-ministro, quando este era deputado em regime exclusividade.

Vasco Rato doutorou-se em Ciência Política na Universidade de Georgetown, Washington, e é membro do conselho científico do Instituto Português de Relações Internacionais da Universidade Nova de Lisboa (IPRI), onde tem como áreas de investigação a política externa dos EUA, as relações transatlânticas e as teorias de ordem internacional e segurança europeia, segundo o seu perfil no site do IPRI.

A FLAD teve à frente do seu conselho executivo durante 22 anos (de 1988 a 2010) o actual ministro dos Negócios Estrangeiros, Rui Machete, a quem sucedeu Maria de Lurdes Rodrigues.