Machete garante que secretas portuguesas não cooperam com a NSA

Ministro dos Negócios estrangeiros reafirma que o Governo não tem "quaisquer indícios" de terem existido escutas da agência de segurança norte-americana a entidades portuguesas.

Foto

O ministro dos Negócios Estrangeiros, Rui Machete, garantiu esta sexta-feira que os serviços secretos não tiveram qualquer papel na recolha de informações pela National Security Agency (NSA).

Na audição parlamentar relativa ao  Orçamento do Estado para 2014, o governante assegurou não existir qualquer “cooperação institucional” com a Agencia de Segurança Nacional norte-americana.

"Sobre as notícias divulgadas sobre uma listagem elaborada pela NSA norte-americana, cujo conteúdo não nos cabe comentar, esclareço todavia que não existe cooperação institucional entre os Serviços de Informações da República Portuguesa e aquela agência", assegurou Rui Machete ao responder a uma questão da deputada do Bloco de Esquerda (BE) Helena Pinto.

Depois de relembrar a subscrição, por parte de Pedro Passos Coelho, da declaração conjunta do conselho europeu que abordou a polémica, Machete argumentou que o Governo "não tem até ao momento quaisquer indícios de terem existido escutas naquele contexto a entidades portuguesas", pelo que não se justificava uma “diligência formal” junto da embaixada para “prestar esclarecimentos” sobre a situação.