Nova Iorque aumenta idade legal para comprar tabaco

Cidade é cada vez menos "amiga" dos fumadores, que agora só poderão comprar cigarros depois dos 21 anos.

Foto
Já é proibido fumar em bares, restaurantes, praças e parques de Nova Iorque Luis Efigénio/Arquivo

A idade mínima legal para comprar tabaco, incluindo cigarros, cigarrilhas, cigarros electrónicos e charutos, vai subir dos 18 para os 21 anos em Nova Iorque, EUA, que se torna assim a primeira grande cidade norte-americana a tomar esta medida para combater o tabagismo entre os jovens.

A proposta foi aprovada pelo conselho municipal nesta quarta-feira, por maioria, e deverá agora ser assinada pelo presidente da câmara, Michael Bloomberg. A medida entra em vigor seis meses depois dessa assinatura.

Segundo a AFP, com esta alteração, os legisladores esperam reduzir em 55% o tabagismo entre os 18 e os 20 anos. A medida “vai salvar vidas”, sublinhou a presidente do conselho municipal, Christine Quinn, citada pela agência. “Mais de 80% dos adultos que fumam em Nova Iorque começaram antes dos 21 anos”, acrescentou o adjunto do departamento de saúde, Thomas Farley.

Os nova-iorquinos enfrentam já outras restrições sobre o tabaco, fruto de uma forte batalha de Bloomberg pela proibição de fumar em locais públicos: por exemplo, é proibido fumar em bares, restaurantes, parques ou praças, e mesmo nas praias. As taxas sobre o tabaco também são as mais altas do país — 5,85 dólares por pacote, o que resulta no preço de 12 dólares (8,8 euros) por maço de cigarros.

No entanto, o aumento da idade para comprar tabaco promete causar polémica. A proposta foi já alvo de protestos por parte de pessoas que argumentam que os menores de 21 anos podem conduzir, votar e lutar na guerra, pelo que deveriam ser considerados suficientemente adultos para decidir se querem ou não começar a fumar.