Real Madrid e FPF exigem a Blatter que rectifique declarações sobre Ronaldo

Presidente da FIFA imitou Ronaldo e disse que português gasta mais dinheiro do que Messi no cabeleireiro.

O presidente do Real Madrid e o da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) pediram, nesta terça-feira, ao presidente de FIFA que rectifique as declarações que fez num debate na Oxford Union Society, em que preferiu Messi a Cristiano Ronaldo, de quem disse que "gasta mais no cabeleireiro".

"Constou-me que o nosso presidente enviou uma carta à FIFA a pedir que rectifique esta falta de respeito para com um jogador muito sério e profissional. Estou completamente de acordo com o presidente", revelou o treinador do Real Madrid, Carlo Ancelotti, em conferência de imprensa. Pouco depois, também Fernando Gomes, presidente da FPF, revelava que tinha enviado para o organismo que tutela o futebol mundial uma carta em que expressava o espanto e pedia explicações após a intervenção pública de Joseph Blatter.

Num registo áudio enviado pela FPF às redacções, Fernando Gomes declarava que tinha sido "com espanto" que tinha tido conhecimento das declarações de Blatter sobre Ronaldo. "Não posso, de nenhuma forma, concordar com o posicionamento da pessoa que lidera o futebol mundial, tecendo tal tipo de considerações sobre aquele que é um dos símbolos do futebol português. Parece-me que são desajustados e desapropriados os termos em que são feitos, demonstrando uma falta de respeito quer com Cristiano Ronaldo, quer com Portugal", afirma Fernando Gomes. 

As declarações do máximo responsável da FIFA, o suíço Joseph Blatter, surgiram num debate na sexta-feira na Oxford Union Society, em Inglaterra, mas o vídeo do evento teve mais destaque na imprensa desta terça-feira, dia em que se ficou a saber a lista de nomeados para a Bola de Ouro, que distingue anualmente o melhor jogador do mundo.

Aos jornalistas, Ancelotti revelou que o clube madrileno não gostou das palavras de Blatter e que o seu presidente, Florentino Pérez, enviou uma carta ao presidente da FIFA a pedir que este se retracte das declarações. O próprio treinador também se mostrou crítico em relação ao presidente da FIFA.

No debate da Oxford Union Society, perante uma plateia de estudantes e num ambiente descontraído, Blatter foi questionado pelo moderador sobre quem prefere como jogador: Lionel Messi ou Cristiano Ronaldo. "Leo [Messi] é um bom rapaz, qualquer mãe ou pai gostaria de o ter em casa. É um bom tipo. Muito rápido e nada exuberante. Joga muito bem, como se estivesse a dançar", disse Blatter, acrescentando que o argentino também marca muitos golos.

Já sobre Cristiano Ronaldo, Blatter levantou-se e tentou imitar a postura do jogador português. "O outro [Cristiano Ronaldo] é como um comandante em campo", acrescentou o presidente de FIFA, enquanto simulava um soldado a marchar e perante os risos da plateia. Blatter também disse que "um [Ronaldo] gasta mais em cabeleireiro do que o outro [Messi]", mas recusou avaliar quem é o melhor, embora tenha admitido uma preferência pessoal: "Gosto dos dois, mas prefiro Messi", disse.