Recuperado corpo de um dos pescadores desaparecidos na Figueira

Cinco dos oito pescadores de embarcação naufragada sexta-feira foram resgatados. Um continua no hospital, com "prognóstico muito reservado". Nenhum trazia colete salva-vidas.

Foto
A maior parte dos homens envolvidos neste naufrágio é das Caxinas, uma das maiores comunidades piscatórias do país. Adriano Miranda

O corpo foi avistado a uma milha e meia da praia do Cabedelo e foi recuperado por um militar, que desceu ao mar a partir do helicóptero preso por um cabo. A operação foi visível a partir da praia.

O Jesus dos Navegantes, uma embarcação de pesca com 15 metros, naufragou na sexta-feira, com oito pescadores a bordo. Cinco foram resgatados com vida, um deles em estado grave. Nenhum envergava colete de salva-vidas, confirmou o capitão do porto da Figueira da Foz, Rui Amado: "Os que resgatámos não tinham colete", disse ao PÚBLICO.

Quatro dos homens resgatados estão bem e tiveram alta do hospital. "Um continua com prognóstico muito reservado", disse o comandante da capitania do porto da Figueira da Foz.

O pescador – Luís Santos, 48 anos – deu entrada no Hospital Distrital da Figueira da Foz na sexta-feira à noite com uma paragem cárdio-respiratória. Reanimado ao fim de duas horas, foi encaminhado para os Hospitais da Universidade de Coimbra.

Os restantes quatro resgatados são Francisco Fortunato, 40 anos, mestre da embarcação, Eurico João, 26 anos, Francisco Ferreira, 31 anos, e António Reijão, 41 anos.

O alerta do acidente foi dado às 17h30 de sexta-feira, segundo disse à Lusa o Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Coimbra. O barco Jesus dos Navegantes estava junto ao molhe sul do rio Mondego, muito perto da praia do Cabedelo, na Gala e, por isso, depois de interrompidas as buscas no mar e pelo ar, com o cair da noite, foi mantido um dispositivo de vigilância no areal. No local chegaram a estar seis viaturas, dois barcos e 39 operacionais dos bombeiros municipais, INEM, Cruz Vermelha, Capitania e Polícia Marítima. Cerca das 18h45 foi accionado um helicóptero da Força Aérea para apoiar as buscas.

Suspensas durante a noite, as buscas foram retomadas na manhã deste sábado. Devido ao estado do mar, que estava a dificultar os trabalhos, foi pedido o auxílio de um helicóptero da Força Aérea.

Este é o segundo acidente grave a envolver o Jesus dos Navegantes em pouco mais de dois meses. A 19 Agosto, um pescador de 28 anos caiu ao mar, com o barco em movimento e também ao largo da Figueira da Foz, e o resto da tripulação só deu pela sua falta a bordo cerca de dez minutos depois. O corpo de Carlos Manuel Milhazes Novo nunca mais foi encontrado.