Catroga diz que Sócrates devia estar a ser julgado em tribunal

O social-democrata disse que o ex-primeiro-ministro "levou o país à falência".

Foto
Catroga diz que o ex-primeiro-ministro "levou o país à falência"

Eduardo Catroga afirmou nesta quinta-feira que José Sócrates "devia estar definitivamente enterrado" e "a ser julgado em tribunal pelos erros de gestão".

Em entrevista à Antena 1, o social-democrata reagiu ao convite feito por José Sócrates a Passos Coelho para integrar o seu Governo com palavras duras. O social-democrata disse que o ex-primeiro-ministro "levou o país à falência" e "está a tentar renascer das cinzas".

O agora presidente do conselho geral e de supervisão da EDP acrescenta, porém, que Sócrates é um "indivíduo aventureiro, teimoso, determinado" e que isso fez com que nunca quisesse fazer coligações.

Também nesta quinta-feira, o secretário-geral do PCP classificou o convite do antigo primeiro-ministro socialista José Sócrates ao actual líder do executivo da maioria PSD/CDS-PP de "lógico", admitindo nova "convergência" entretanto, a favor do "capital" e da "direita".

"Foi um convite – não sabíamos –, mas foi um convite lógico. Reflecte uma convergência e uma identificação em relação a questões que são estruturais", afirmou Jerónimo de Sousa, citado pela Lusa, após reunião com "Os Verdes", na sede comunista de Lisboa, para analisar os resultados autárquicos.