Por Toutatis! O novo Astérix chegou finalmente

Astérix entre os Pictos, editado em Portugal pela ASA, chegou esta quinta-feira às lojas de todo o mundo com uma tiragem de cinco milhões de exemplares.

Capa da edição portuguesa
Fotogaleria
Capa da edição portuguesa DR
Fotogaleria
Fotogaleria
Fotogaleria
Fotogaleria
Fotogaleria
Fotogaleria
Fotogaleria
Fotogaleria

Depois de oito anos de espera, chegou finalmente às lojas a nova aventura de Astérix e Obélix, a primeira sem Albert Uderzo. Depois de ter estado este tempo todo no “segredo dos deuses”, a viagem dos gauleses a terras escocesas está finalmente a descoberto em 15 países, entre os quais Portugal, e 23 línguas.

O lançamento de Astérix entre os Pictos (LeYa/ASA) é um dos mais esperados do ano na literatura e há muito tempo que tem suscitado várias curiosidades com a mudança de assinaturas. Albert Uderzo saiu e a história deste 35.º volume da colecção foi entregue a Jean-Yves Ferri e os desenhos a Didier Conrad.

Até esta quinta-feira apenas se conheciam o título, a capa do livro nas suas várias versões e algumas, muito poucas, pranchas da história. Nem mesmo à imprensa o livro chegou mais cedo, ao contrário do que é habitual. Só na manhã desta quinta-feira, da BBC ao New York Times, do Le Figaro ao PÚBLICO, é que Astérix entre os Pictos chegou. Esta manhã, em muitas livrarias aonde o livro chegou também, fizeram-se filas para se poder comprar a nova aventura.

Em Astérix entre os Pictos o pequeno gaulês e o seu inseparável amigo Obélix viajam para terras da antiga Escócia ao encontro dos povos que ali habitam, os Pictos. Conhecidos pelas suas qualidades de temíveis guerreiros e pelos seus múltiplos clãs, e cujo nome, dado pelos romanos, significa “homens pintados”, os pictos são, assim as personagens a descobrir nesta nova aventura.

À BBC a dupla que assina esta história explicou ter escolhido a Escócia para cenário desta história por este ser um país rico em história e tradições onde Astérix e Obélix nunca estiveram. Jean-Yves Ferri e Didier Conrad sabem que estão hoje no centro de todas as atenções, uma vez que há muito tempo que os fãs querem conhecer o seu trabalho.

Quando, no mês passado, em Paris, numa conferência de imprensa, a dupla apresentou a história e falou do desafio que foi escrever e desenhar este novo livro, Ferri explicou que se esforçou por manter o ritmo e a jogo de palavras usado pelos seus criadores originais, enquanto Conrad falou de como teve de imitar os traços originais de Uderzo, para que este livro não se descolasse dos anteriores. No final, garantem: “Entrámos no universo do Astérix, respeitando a sua essência”. As palavras são de Conrad, que espera conseguir levar este livro à idade dourada da colecção – as últimas aventuras já foram criticadas por não surpreenderem.

Apesar de já não ter o nome nesta história, Albert Uderzo, de 86 anos, que começou a contar as aventuras de Astérix e Obélix em 1959 com o já falecido René Goscinny, supervisionou o trabalho da dupla e em Astérix entre os Pictos deixa uma palavra de agradecimento. “Felicito Jean-Yves Ferri e Didier Conrad por terem tido a coragem e o talento de realizar este álbum de Astérix. Graças a eles, a aldeia gaulesa criada por mim e pelo meu amigo René pode continuar a viver novas aventuras, para deleite dos seus leitores.”

Também a filha de Goscinny, Anne Goscinny, escreveu que o pai se pode sentir “orgulhoso e feliz” por este “primeiro álbum emancipado dos seus criadores”. Resta agora saber como é que os fãs e os críticos vão receber esta nova história, que desencadeou já várias iniciativas nos países que receberam esta quinta-feira o livro.

Em Portugal, por exemplo, a ASA vai organizar uma digressão das mascotes Astérix e Obélix, que visitarão o Festival de BD da Amadora (25 e 27 de Outubro, 9 e 10 de Novembro), que estarão também na FNAC e no Centro Comercial Colombo (26 de Outubro), na FNAC e no Continente do CascaisShopping (27 de Outubro), nos Continentes de Guimarães e Matosinhos (2 de Novembro), na FNAC do GaiaShopping e no Continente de Coimbra (3 de Novembro), no Continente de Loures (9 de Novembro), no Continente de Oeiras e na FNAC Vasco da Gama (10 de Novembro). A apresentação oficial do livro acontece no sábado, dia 26, às 17h, na FNAC de Santa Catarina, no Porto, com o jornalista especializado em banda desenha Pedro Cleto.

Em França, a festa é maior e esta noite em Paris vai mesmo acontecer um banquete ao estilo dos gauleses, no qual estarão presentes Albert Uderzo, Jean-Yves Ferri e Didier Conrad.