Benfica apenas suficiente para continuar na Taça

“Encarnados” bateram o Cinfães com um golo de Ola John.

Ola John fez o golo do Benfica
Foto
Ola John fez o golo do Benfica Rui Farinha (arquivo)

O Benfica garantiu neste sábado um lugar na quarta eliminatória da Taça de Portugal, ao vencer (0-1) no terreno do Cinfães. Ola John marcou o golo da equipa orientada por Jorge Jesus, que apresentou um “onze” constituído por jogadores menos utilizados e alguns elementos da equipa B. Foram seis os futebolistas que se estrearam como titulares na formação principal do Benfica: Oblak, Sílvio, Steven Vitória, Lindelof, Ivan Cavaleiro e Funes Mori.

O primeiro sinal de perigo pertenceu ao Benfica, logo no segundo minuto da partida, com um lançamento para Ivan Cavaleiro. O jovem internacional sub-21 português rematou de pé direito para defesa do guarda-redes do Cinfães. Dois minutos depois, de canto, Jardel cabeceou ao lado da baliza da equipa do distrito de Viseu.

No entanto, aos poucos, o Benfica foi desaparecendo da partida. Frente ao quinto classificado da série D do Campeonato Nacional de Seniores (competição que substituiu a II Divisão B e a III Divisão), os “encarnados” não conseguiram marcar a diferença de estatuto entre os dois emblemas: de um lado estavam futebolistas profissionais, do outro havia jogadores que fazem do futebol um hobby, que acumulam com uma profissão.

E o Cinfães não desperdiçou as oportunidades de que dispôs para ameaçar a baliza do Benfica. Aos 37’ Vieirinha rematou de fora da área, para defesa fácil de Oblak.

Ainda antes do intervalo, Steven Vitória introduziu a bola na baliza dos anfitriões, mas o lance foi invalidado por falta do defesa “encarnado”, que se apoiou num adversário quando saltou para cabecear a bola.

A exibição da equipa do Benfica continuou descolorida e desinspirada no início da segunda parte, altura em que o Cinfães protagonizou os lances de maior perigo. Após uma jogada rápida pelo lado direito, um remate forte de Mário Pereira proporcionou uma boa defesa a Oblak (49’).

Na resposta, a equipa de Jorge Jesus chegou ao golo: Ivan Cavaleiro avançou pelo lado direito e colocou a bola no coração da área, onde Funes Mori falhou o desvio. A bola sobrou para Ola John, que não desperdiçou. O holandês ganhou confiança e, aos 56’, voltou a ameaçar a baliza do Cinfães – mas, dessa vez, Pedro Miguel defendeu.

A oportunidade mais flagrante do Cinfães surgiu aos 66’, quando, na sequência de um pontapé de canto, Hélio ficou sozinho com a bola à sua disposição. Mas o remate do defesa saiu demasiado alto.

Ivan Cavaleiro, que tem estado em destaque na equipa B do Benfica e na selecção sub-21, ainda teve uma oportunidade para marcar. O jovem futebolista tirou um adversário do caminho e ficou isolado frente ao guarda-redes, mas depois picou a bola por cima de Pedro Miguel falhando a baliza.

O Benfica evitou uma surpresa na Taça, mas deixou uma imagem demasiado pálida em Cinfães. O “onze” apresentado por Jorge Jesus pode explicar alguma coisa, mas não justifica as dificuldades que os “encarnados” por vezes sentiram.

Ficha de jogo
Cinfães, 0
Benfica, 1

Jogo no Estádio Municipal Prof. Cerveira Pinto, em Cinfães.

Cinfães Pedro Miguel, Carlitos, Miguel Mendes, Hélio, Eduardo, Miguel Moreira (Clodoaldo, 84’), Mário Pereira, Gomes (Daniel Luíz, 89’), Joel (Ruizinho, 73’), Vieirinha e Bruno Teixeira. Treinador João Manuel Pinto.

Benfica Oblak, Sílvio, Jardel, Steven Vitória, Cortez, Victor Lindelof, Rúben Amorim, Djuricic (Bernardo Silva, 79’), Ola John, Funes Mori e Ivan Cavaleiro. Treinador Jorge Jesus.

Golo 0-1, por Ola John, aos 52’.

Árbitro Rui Costa (AF Porto). Amarelos Ivan Cavaleiro (20’), Hélio (54’), Djuricic (56’), Jardel (64’) e Miguel Mendes (70’).

Sugerir correcção