Jardim diz-se "surpreendido" com o discurso de Bruno de Carvalho

Treinador do Sporting diz que os jogadores não precisam de motivação que não seja a de representar o clube.

Leonardo Jardim mostrou-se esta sexta-feira surpreendido com as declarações proferidas pelo presidente do Sporting no seu périplo pela África do Sul. Bruno de Carvalho assumiu, recentemente, que o clube está "com vontade de ganhar todos os jogos, o campeonato, a Taça de Portugal e a Taça da Liga". O treinador é mais cauteloso.

“O Sporting tem um discurso único. Fico surpreendido por o presidente ter dito isso, porque ele a mim não me disse nada e, por isso, continuamos dentro do que organizámos e definimos no início da época”, assinalou, referindo-se à necessidade de os "leões" consolidarem a equipa.

Na conferência de imprensa de antevisão do jogo com o Alba, no domingo, em Alvalade, para a Taça de Portugal, Jardim afastou a ideia de que seja necessário motivar os jogadores para um confronto com um adversário de um escalão inferior.

“A mensagem que passo aos jogadores é que as motivações não podem advir dos adversários, têm de ser intrínsecas. Têm de ser nossas por jogarmos no Sporting. É um jogo em que temos mais responsabilidades, porque somos muito favoritos e queremos apresentar um futebol de qualidade, vencer o jogo e passar a eliminatíoria. Nós, como a maioria das equipas, temos ambição de chegar ao Jamor”, assumiu.

Quanto ao Alba, o técnico do Sporting - que já tem Diego Capel disponível (Jefferson continua lesionado) - parece ter a lição estudada. "É uma equipa que assenta o seu modelo num 4-3-3. O corredor direito é muito mais ofensivo que o esquerdo. Usa um futebol directo, temos de ter algum cuidado”, alerta.

De fora do "onze", mesmo num jogo de grau de dificuldade mais reduzido, continuará o avançado argelino Slimani. "O Sporting não tem tido a possibilidade de pôr mais jogadores a jogar, porque tem feito poucos jogos. Temos a equipa B para alguns jogarem com mais assiduidade. Acredito que, ao longo da época, terá mais tempo para jogar, mas no próximo jogo não entrará de início”.

 
 

 
 
 
 
 

Sugerir correcção