Governo aumenta imposto extraordinário sobre o sector bancário

Taxas máximas aplicáveis este ano vão subir em 2014.

Foto
Mais de 15% das famílias devedoras à banca estão em incumprimento Daniel Roland/AFP

O documento reitera que, no próximo ano, será prorrogado o regime que criou a contribuição sobre o sector bancário, e acrescenta que a taxa máxima que é pedida é revista em alta.

Assim, as taxas aplicadas aos passivos dos bancos que operam em Portugal poderão, em 2014, variar entre 0,01% e 0,07%. A parte mais baixa do intervalo mantém-se, mas a mais alta compara com a de 0,05% que vigorou este ano.

Também a contribuição sobre os instrumentos financeiros derivados fora do balanço é aumentada. A taxa a aplicar passa de um intervalo entre 0,00010 e 0,00020% para  entre 0,00010% e 0,00030%.

Leia todas as notícias sobre o OE2014 em Orçamento do Estado