Torne-se perito

“Acabámos por ser demasiado penalizados por um erro”, lamenta Paulo Bento

Seleccionador diz que Portugal foi a equipa “mais perigosa”.

Paulo Bento
Foto
Paulo Bento Francisco Leong/AFP

Paulo Bento, seleccionador português: “A segunda parte foi menos conseguida do que a primeira. A primeira foi dentro daquilo que tínhamos planeado. Fomos dominadores, não tivemos grandes oportunidades mas chegámos ao intervalo com justiça no marcador”.

“Na segunda parte não entrámos bem, mas a partir dos dez minutos voltámos a comandar o jogo. Tivemos mais dificuldades para circular a bola, fomos mais imprecisos, e acabámos penalizados por uma situação de jogo que pode acontecer”.

“Tentámos reagir, mas mais com o coração, usando um jogo mais directo que não estamos tão preparados para fazer. Acabámos por ser demasiado penalizados por um erro”.

“O jogo estava controlado, é verdade que não criando grandes situações de finalização. Mesmo assim, não jogando bem, fomos a equipa mais perigosa e que saiu demasiado penalizada”.

“Os erros são assumidos colectivamente”.

Ricardo Costa, internacional português: “Tínhamos a intenção de ganhar este jogo. Tivemos uma infelicidade, mas conseguimos o play-off e vamos à guerra”.

“O futebol é feito disto. Há momentos em que as coisas correm mal, infelizmente isso hoje aconteceu. Estamos no play-off e em Novembro vamos disputá-lo”.

“O Rui Patrício é um grande guarda-redes. Há que levantar a cabeça”.

André Almeida, internacional português: “Portugal fez um bom jogo. Israel fez o que lhes competia, estiveram lá atrás à espera de uma transição”.

“Foi um dia especial para mim, mas preferia outro desfecho. Preferia não ter jogado e Portugal ter ganho. Mas garantimos o play-off, vamos ver a sorte que nos calha e trabalhar para estar no Mundial”.

“[O golo do empate] é um lance normal, acontece aos melhores do mundo. O mais importante foi termos conseguido o play-off”.

“Estivemos bem, criámos algumas situações e o segundo golo esteve perto. Foi uma infelicidade o que aconteceu no lance do 1-1”.

Sugerir correcção