Botelho arranca com adaptação de Os Maias ao cinema

João Botelho adapta a obra de Eça de Queirós para grande ecrã. Lançamento previsto para Setembro de 2014

Maria Eduarda e Carlos da Maia interpretados por Maria Flor e Graciano Dias
Foto
Maria Eduarda e Carlos da Maia interpretados por Maria Flor e Graciano Dias

As rodagens para o que será a primeira adaptação cinematográfica de Os Maias começam na segunda-feira. O anúncio foi feito pelo realizador, João Botelho, numa conferência de imprensa no Teatro do Bairro, em Lisboa. A estreia está prevista para Setembro do próximo ano.

Acompanhado pelo produtor Alexandre Oliveira, João Botelho revelou um orçamento de 1,5 milhões de euros para a produção do filme. “Na realidade, precisávamos do triplo”, diz o realizador.

O elenco é formado de 52 actores, entre os quais participam João Perry (Afonso de Maia), Graciano Dias (Carlos da Maia), a actriz brasileira Maria Flor (Maria Eduarda), Pedro Inês (João da Ega), Pedro Lacerda (Thomaz d’Alencar), Rita Blanco (D. Maria da Cunha). A voz narrada de Eça de Queirós será do barítono João Vaz de Carvalho.

O filme terá duas versões, uma de duas horas para circuito comercial e uma de três horas em formato mini-série para a RTP. “Não queria trair o Eça mas não podia fazer um filme de 10 horas”. O objectivo é fazer um libreto de ópera com sequências que começam a preto e branco e acabam a cores. "Queria divídi-lo consoante os diferentes retratos da política portuguesa."

O filme de João Botelho contará também com cenários criados pelo pintor português João Queiroz e uma banda sonora do guitarrista Norberto Lobo.

Após o lançamento do filme, será apenas uma questão de tempo até o realizador começar a fazer um circuito nacional por escolas e auditórios, tal como fez com “Filme do Desassossego”.