Florbela e Tabu foram os grandes vencedores dos prémios Sophia

Filme de Vicente Alves do Ó arrebatou seis dos novos prémios da Academia Portuguesa de Cinema. Tabu, de Miguel Gomes, foi eleito o melhor.

Miguel Gomes levou para casa o prémio de melhor filme
Foto
Miguel Gomes levou para casa o prémio de melhor filme Dário Cruz

Florbela, do realizador Vicente Alves do Ó, arrebatou o maior número de prémios, mas foi Tabu, de Miguel Gomes, quem ficou com o de melhor filme português do ano. Os dois foram os grandes vencedores dos novos prémios Sophia da Academia Portuguesa de Cinema, entregues domingo à noite no Teatro Nacional de São Carlos, em Lisboa.

Florbela, baseado na biografia da poetisa Florbela Espanca, entrou na competição com 15 nomeações e saiu com seis prémios. Entre eles destacam-se os de Melhor Realizador (Vicente Alves do Ó), Melhor Actriz (Dalila Carmo), Melhor Actriz Secundária (Anabela Teixeira) e Melhor Fotografia (Luís Branquinho). Para além de Melhor Filme, Tabu saiu também com o prémio Sophia de Melhor Montagem.

O prémio de Melhor Argumento Original foi para As Linhas de Wellington, de Valeria Sarmiento, que recebeu também os prémios para Melhor Actor Secundário (Albano Jerónimo), Melhor Direcção Artística (Isabel Branco) e Melhor Caracterização (Íris Peleira).

Fora de competição, a Academia Portuguesa de Cinema galardoou Acácio de Almeida, José Manuel Castello Lopes e a actriz Laura Soveral com Prémios Carreira. Mas a grande homem da noite foi para Manoel de Oliveira, agraciado com o Prémio Sophia de Mérito e Excelência.

Lista dos premiados

Melhor Filme Tabu, Miguel Gomes.

Melhor Realização Vicente Alves do Ó, Florbela.

Melhor Actor Principal Carlos Santos, Operação Outono

Melhor Actriz Principal Dalila Carmo, Florbela

Melhor Actor Secundário Albano Jerónimo, Linhas de Wellington

Melhor Actriz Secundária Anabela Teixeira, Florbela

Melhor Argumento Original Carlos Saboga, Linhas de Wellington

Melhor Argumento Adaptado Bruno de Almeida, Frederico Delgado Rosa e John Frey, Operação Outono

Melhor Fotografia Luís Branquinho, Florbela

Melhor Direcção Artística Isabel Branco, Linhas de Wellington

Melhor Som Jaime Barros, Tiago Matos e Elsa Ferreira, Florbela

Melhor Guarda-Roupa Sílvia Grabowski, Florbela

Melhor Caracterização Íris Peleira, Linhas de Wellington

Melhor Montagem Telmo Churro e Miguel Gomes, Tabu

Melhor Música The Legendary Tigerman e Rita Redshoes, Estrada de Palha

Melhor Documentário em Longa-Metragem É na Terra não é na Lua, Gonçalo Tocha

Melhor Curta-Metragem de Ficção Cerro Negro, João Salaviza

Melhor Curta-Metragem de Animação Kali, o Pequeno Vampiro, Regina Pessoa

Melhor Curta-Metragem em Formato de Documentário Raúl Brandão Era Um Grande Escritor, João Canijo

Prémio Carreira Acácio de Almeida, director de fotografia,

Prémio Carreira José Manuel Castello Lopes, distribuidor

Prémio Carreira Laura Soveral, actriz

Prémio Sophia de Mérito e Excelência Manoel de Oliveira, realizador