Ministro dos Negócios estrangeiros devia sair do Governo pelo seu pé, defende Marcelo

Comentador diz que Passos não tem margem de manobra para demitir Machete pelo que devia ser o ministro a ter a iniciativa.

Marcelo Rebelo de Sousa, Presidente da República
Foto
Marcelo Rebelo de Sousa, Presidente da República Pedro Cunha

Marcelo Rebelo de Sousa entende que o primeiro-ministro não tem, neste momento, margem de manobra para demitir o ministro dos Negócios Estrangeiros, pelo que Rui Machete devia sair do Governo pelo seu pé quando a polémica associada às suas declarações sobre Angola se desvanecer.

“Como comentador e como seu amigo aconselho-o a deixar passar este período e a sair daqui a algum tempo pelo seu pé, quando já ninguém esperar que o faça”, diz Marcelo Rebelo de Sousa.

O comentador desvaloriza a reacção do Jornal de Angola aos pedidos de demissão de que Rui Machete tem sido alvo: “A publicação já nos habituou a estas tiradas muito violentas. Mas como o Jornal de Angola não é o Governo angolano, não vale a pena criar um problema diplomático”.