Van der Gaag deixa Belenenses devido a problema cardíaco

“Vou deixar de trabalhar, porque a vida é mais importante”, disse o técnico.

Van der Gaag orientava o Belenenses desde 2012-13
Foto
Van der Gaag orientava o Belenenses desde 2012-13 Enric Vives-Rubio

O treinador holandês Mitchell van der Gaag anunciou nesta quinta-feira o abandono do comando técnico do Belenenses devido a problemas cardíacos e “porque a vida é mais importante”.

“Estou vivo hoje, foi uma coisa muito violenta que aconteceu no sábado. Eu tenho um problema no coração, já há algum tempo, antes de chegar ao Belenenses, tenho um pacemaker e um desfibrilhador. No sábado, durante o jogo senti-me mal e recebi dois choques e o aparelho salvou a minha vida”, afirmou o antigo futebolista, em conferência de imprensa.

Mitchell Van der Gaag, de 41 anos, treinava o Belenenses desde o início da época 2012-13, quando comandou os “azuis” ao regresso ao principal escalão, depois de ter orientado o Marítimo.

“Para já vou deixar de trabalhar, porque a vida é mais importante. O meu médico agora é o meu treinador”, referiu o técnico, acrescentando desconhecer quanto tempo vai estar ausente dos bancos.

“Na sua última época como profissional de futebol [Mitchell Van der Gaag] foi já acompanhado por cardiologia, em virtude das alterações morfo-estruturais do seu coração de atleta, que no entanto eram compatíveis com a prática desportiva. Desde então à presente data tem tido seguimento regular em consulta de cardiologia”, pode ler-se num comunicado do Belenenses.

“Faz a sua medicação regularmente, mas pelo risco arritmogénico entendeu-se em Maio de 2012 a colocação de um desfibrilhador interno”, acrescentava o clube do Restelo.
 

Sugerir correcção