Manuel Alegre pede "castigo" ao Governo nestas eleições autárquicas

Histórico socialista envolveu-se na campanha autárquica para dar uma mãozinha ao PS e ajudar os candidatos do partido a “empurrarem” o Governo para a derrota.

Foto
Rui

“Este Governo também vai a votos, não tem perdão e merece ser castigado”. Esta foi a mensagem deixada esta quarta-feira à noite, em Faro, durante um jantar/comício de apoio de Paulo Neves à presidência deste município.

O histórico socialista manifestou-se inconformado com a “estratégia de empobrecimento do país” e por isso esta quinta-feira voltará à marcar presença em Braga para pedir “bom senso” aos eleitores, apelando ao voto daqueles que “estão contra o Governo”.

Alegre disse ainda que as pessoas estão “cansadas com a política e os políticos”, mas pediu para que não haja generalizações. “Nem todos os políticos são iguais, porque nem todos tem acções na SLN”, afirmou, apelando para que “não se desperdicem votos” e, desse forma, seja mostrado um “cartão vermelho” a Pedro Passos Coelho.

Embora reconheça que as eleições autárquicas “têm uma especificidade própria”, sublinhou que não poderá deixar de haver uma “leitura nacional, se o PS tiver muitos mais votos do que os partidos da coligação”.